segunda-feira, 11 de novembro de 2013

CorrupSão Paulo - Situação era de degradação, diz Haddad sobre máfia do ISS em São Paulo

O Prefeito Fernando Haddad rejeitou a pecha de "xerife" por sua atuação no caso da máfia do ISS

Quase sempre avarento e professoral nos adjetivos de acusação, o prefeito Fernando Haddad (PT) subiu o tom contra a gestão de Gilberto Kassab (PSD) -mesmo sem nunca citar o seu nome.
Em entrevista à Folha, ele classificou a situação que encontrou na Prefeitura de São Paulo de "descalabro": "Havia uma degradação. Nichos instalados e empoderados".
Por outro lado, não poupou elogios à Controladoria-Geral do Município, criada por ele a partir da experiência da Controladoria-Geral da União (CGU), que revelou a máfia do ISS (Imposto sobre Serviços): fiscais que cobravam propina para reduzir o valor do tributo pago para imóveis novos num esquema que fraudou a prefeitura em cerca R$ 500 milhões.
Ele recusa, no entanto, a pecha de xerife da cidade. "Se existe uma pessoa que controla o processo de investigação, ele está viciado. A ideia é que não haja um controlador, mas uma controladoria."
Marlene Bergamo/Folhapress
O Prefeito Fernando Haddad rejeitou a pecha de "xerife" por sua atuação no caso da máfia do ISS
Haddad afirma que a controladoria, por ter autonomia em relação ao Executivo, traz riscos políticos que devem ser desprezados (seu principal secretário, Antonio Donato, foi citado em quatro episódios no caso dos fiscais).
"É uma covardia medir os ganhos éticos com os eventuais prejuízos políticos."

Fonte: Folha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados