domingo, 17 de novembro de 2013

Caso de propina atinge assessores de Mantega

Uma ex-funcionária da empresa Partnersnet, de Belo Horizonte , que presta serviços de assessoria de imprensa, afirmou que há um esquema de pagamento de propina a assessores especiais do Ministério da Fazenda. Segundo a revista “Época” deste fim de semana, Marcelo Fiche , chefe de gabinete do ministro da pasta, Guido Mantega, e Humberto Alencar , chefe de gabinete substituto, teriam recebido R$ 60 mil em dinheiro.De acordo com a reportagem , ocaso tem ligação com o contrato assinado entre a Fazenda e a empresa em dezembro do ano passado, de R$ 4,4 milhões, pelo serviço de assessoria de imprensa. A reportagem aponta falhas no contrato, como superfaturamento, jornalistas fantasmas e problemas na prestação de contas .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados