terça-feira, 29 de outubro de 2013

SEM COMENTÁRIOS - 'Mendigo deveria virar ração para peixe'

Comentário foi feito por José Paulo, do PT do B, durante sessão na Câmara.

Comissão de ética do partido vai convocá-lo a prestar esclarecimentos.


Vereador José Paulo, o Russo (PT do B), de Piraí, RJ (Foto: Reprodução/YouTube)Vereador José Paulo deu declaração polêmica em
sessão da Câmara (Foto: Reprodução/YouTube)
Uma declaração do vereador José Paulo Carvalho de Oliveira, o Russo (PT do B), gerou polêmica em Piraí, no Sul do Rio de Janeiro. Durante sessão ordinária da Câmara Municipal, ele declarou que é contra o voto de moradores de rua. "Mendigo não tem que votar. Mendigo não faz nada na vida. Ele não tem que tomar atitude nenhuma. Aliás, eu acho deveria até virar ração para peixe", disse.
O comentário foi feito no dia 8 de outubro, em uma discussão sobre os 25 anos da Constituição Federal. O vídeo foi publicado no perfil de uma rede social, administrado pela Câmara Municipal de Piraí. Clique e assista ao vídeo (José Paulo começa a discursar a partir do minuto 46).
Em 12 minutos de pronunciamento, ele também se posicionou a favor da pena de morte. "Quando acabaram com a pena de morte, eu achei uma pena isso. Deveria haver pena de morte. 'Ah, vai matar inocente'. Não vai. Ainda que matasse, ia morrer muito menos inocente do que morre hoje, porque se um bandido soubesse que ele ia ser morto, com certeza ele ia pensar mais um pouquinho antes de fazer as coisas", discursou.
Procurado pelo G1, o presidente do PT do B em Piraí, César Mackenzie, disse que o partido só vai se pronunciar após o esclarecimento oficial de José Paulo. "Uma comissão de ética do partido vai convocá-lo a prestar esclarecimentos e só depois disso nós vamos ter uma posição", disse Mackenzie, que informou também que ainda não há uma data definida para que o vereador se explique das declarações.
José Paulo, de 48 anos, foi eleito em 2012 com 322 votos e cumpre seu primeiro mandato. A reportagem do G1 tentou entrar em contato com o parlamentar, mas ele não retornou as ligações até a publicação desta reportagem
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados