quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Jabor tem razão: os canalhas são ousados. Mas não corajosos

jabor


Está no ar uma chamada para os comentários de Arnaldo Jabor na rádio CBN que me provoca risos cada vez que a ouço.Uma secretária interrompe uma reunião de diretores de um empresa para entregar uma “chamada de celular” de Jabor ao diretor.E o performático diz que “o mundo seria bem melhor se os homens de bem tivessem a ousadia dos canalhas”.Porque é a única vez que concordo com Jabor – e a frase nem é dele – desde que ele escolheu a Vera Fischer para trabalhar no “Eu te Amo”, já lá se vão 32 anos.Sim, os canalhas são ousadìssimos, neste país.Dominam, sem deixar espaço, todos os meios de comunicação, com mais coragem do que têm seus donos.Massacram a todos os que resistem ao poder avassalador da mídia.Chamam-nos de “sujos”, “guerrilheiros cibernéticos” e outros quejandos.Não são empregados de seus patrões, são “fornecedores” de “conteúdo”. Têm CNPJ.Os homens de bem, contudo, existem. E alguns muito ousados, como Miguel do Rosário, que colocou o pescoço em risco para revelar a sonegação de R$ 615 milhões em impostos da Globo.(Dos quais, com ousadia e sem canalhice, continuamos atrás, com todas as dificuldades de investigação, aguardem)Em nome dos homens de bem, portanto, publico o texto de Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, onde as coisas são colocadas no seu verdadeiro lugar.E onde se mostra que, pelo menos nisso, Jabor tem razão: os canalhas são ousados.Mas não são corajosos, porque não enfrentam o poder que domina o mundo e a mídia: o dinheiro.O que é jornalismo corajoso.E o que é o jornalismo falsamente corajoso.Paulo Nogueira
Fonte: http://tijolaco.com.br/index.php/jabor-tem-razao-os-canalhas-sao-ousados-mas-nao-corajosos/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados