O deputado Eduardo Azeredo anunciou hoje que Cecilia Giménez foi contratada para restaurar os profetas de Aleijadinho em Congonhas do Campo. A obra será custeada pelo Banco Rural

MUSEU DO PRADO – O ministro do STF Ricardo Lewandowski causou polêmica ontem ao votar pela absolvição da espanhola Cecilia Giménez, que desfigurou uma pintura de Cristo do século XIX depois de tentar restaurá-la sozinha. O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, havia acusado Giménez de ser o elo transatlântico do mensalão. “Era tudo um esquema para transferir recursos de campanha não contabilizados para a Europa”, acusou Gurgel. “A aposentada embolsou o dinheiro das agências de Marcos Valério e decidiu fazer ela mesma a restauração.”

Lewandowski entendeu que não houve vínculo entre o saque de 500 mil euros que Giménez fez numa agência do Banco Rural em Madri e a decisão de restaurar sozinha o afresco que adornava uma igreja de Borja, na Espanha. “A decisão foi tomada de boa fé”, considerou o ministro do STF. “Não há ligação entre a vantagem indevida e o ato de ofício que se pretendia ver realizado ou até omitido”, prosseguiu. “Ademais, há de se reconhecer que a intervenção de Giménez não é de todo desprovida de mérito estético. Sabe que eu gostei daquela caretinha?”, disse, olhando risonho para Joaquim Barbosa.

A decisão de Lewandowski foi duramente criticada pela oposição. Não faltaram insinuações de que o ministro deixou interesses de ordem pessoal interferirem em seu juízo. “Todo mundo sabe que ele só votou pela absolvição porque Doña Giménez é parceira de tranca da Dona Marisa Letícia”, insinuou um deputado do DEM que preferiu não se identificar. “Ele devia ter se declarado impedido para julgar esse caso”.

Foram apontados também interesses políticos escusos na intervenção de Giménez. “O título do afresco – Ecce Homo (‘Eis o Homem’) – é uma alusão ao apelido que Obama deu ao Lula, numa clara propaganda antecipada para as eleições de 2014”, alfinetou o governador paulista Geraldo Alckmin. Reconhecendo a semelhança física entre o rosto de Lula e o do Cristo restaurado, o movimento Ficha Limpa anunciou que acionará a Justiça Eleitoral e pedirá à corte de Haia umrecall dos ministros do STF.

i-Herald apurou que marqueteiros do PSDB manobram para cooptar Cecilia Giménez. Querem trazê-la ao Brasil para restaurar o rosto de José Serra.