quarta-feira, 9 de novembro de 2011

USP - Sem policiamento

São muito tristes e profundamente lamentáveis os acontecimentos que envolvem os estudantes da Universidade de São Paulo (USP).

Como pode alguém imaginar que os universitários, pretensamente força moral da sociedade, de repente se transformarem em exemplos deprimentes, ocupadores e depredadores de bens públicos, reles bandidos mascarados? Se não fossem as imagens televisivas e as fotos de jornais, ninguém acreditaria. O governador deveria, imediatamente, satisfazer os estudantes, ordenando a saída dos policiais do câmpus, deixando-os à mercê de assaltantes, ladrões, sequestradores e maconheiros. Esses policiais deveriam ser alocados em bairros de maior necessidade.

Jorge M. Onoda
São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados