sexta-feira, 4 de novembro de 2011

USP, a Maconha, a UNE , a PM, E a Eleição de 2012.

Já faz algum tempo que o mundo sabe que os dormitórios e o campus da USP são território do tráfico de drogas.
Quem manda por lá são os traficantes travestidos de alunos e os PELEGÕES da UNE que estão por lá a espera de alguma ordem para começarem a baderna contra a instituição sempre com o objetivo de atingir o governo do estado que AINDA é do PSDB.
Desde que ocorreram alguns estupros, assaltos e até assasinatos de estudantes dentro da área do campus, os alunos pediram mais segurança e a presença OSTENSIVA da PM Paulista para dar segurança dentro da universidade.
O governo aceitou a idéia e a USP começou a receber patrulhamento diário da PM, com isso o número de furtos de veículos, assaltos, roubos, estupros e assassinatos simplesmente despencaram e em alguns desses crimes chegaram a zerar.
Só o tráfico de drogas continua "bombando" dentro da universidade, pois ele ocorre dentro dos prédios, nos dormitórios, refeitórios e até nos corredores das salas de aula. Locais onde a PM não atua, já que se criou a "CASTA" dos USPIANOS, um grupo de brasileiros provilegiados que estudam em universidade pública paga também com o MEU dinheiro, e a única coisa que uma parcela deles não faz é estudar. Acreditam estar acima das leis e não aceitam a presença da "REPRESSÃO" nos corredores da universidade.
Babaquinhas que estão lá para "mudar o mundo", fumar maconha, beber até cair, fazer baderna e servir de braço estudantil do PT e partidos de aluguel da esquerda festiva e drogada do Brasil.
Foram os próprios estudantes que pediram a presença da PM no local, e quando a PM faz o trabalho dela que é deter TRES otários que estavam no estacionamento da universidade enchendo o fucinho de fumaça, alguns idiotinhas com o apoio dos baderneiros de sempre (UNE) e dos traficantes do local, começam uma revolução dentro do Campus.
Quebraram viaturas, agrediram PMs, depredaram o patrimônio e tomaram o prédio da administração. Não passa de 200 o número de "indignados" estudantes contra a ação da PM.
E olhem que o universo do corpo discente é de mais de 50.000 (Cinquenta mil). Ou seja, duzentos VAGABUNDOS, MACONHEIROS E SAFADOS, tomaram o predio da administração em prejuízo de outros 49.800 alunos.
Andam com os rostos cobertos como se fossem rebelados de um presídio, quebram o patrimônio público, prejudicam a vida dos que estão lá para estudar e são intocáveis pela hipocrisia do estado, dos baba-ovos de plantão e de governantes que se favorecem do quanto pior melhor.
A USP pertence ao povo de São Paulo, e não podemos deixar que meia dúzia de BANDIDOS travestidos de estudantes tomem o estado como refém da bandalheira que essa cambada quer promover com fins eleitorais. Sempre é assim, a cada ano eleitoral acontece alguma coisa dentro da USP que tenta desestabilizar o governo do estado de SP. Todos sabemos que a UNE representa os interesses do PT & Cambada, há muito ela deixou de representar os estudantes do Brasil e passou a servir de bate pau esquerdofrênico nas universidades públicas do país.
Os alunos da "casta" alegam que em nenhum campus de universidade do mundo a polícia atua.....Mas eles só vêem o que interessa, que no mundo a polícia não precisa atuar, pois as universidades por lá servem para estudar e não para fazer política rastaquera. Se comparam a estudantes de Harvard, ou outra qualquer do mesmo nível, querem os mesmos direitos, mas esquecem que são BRAZUCAS privilegiados que conseguiram uma vaga na USP, mas certamente não passariam em qualquer prova de alguma renomada e séria universidade do mundo.
E a prova está no cartaz da imagem acima, onde os USPIANOS escreveram TRABALIADORES em vez de TRABALHADORES. Só aí já dá para se ter uma idéia de que não é bem aluno que está fazendo esse movimento. São os interesses do tráfico que comandam os movimentos de babacas de plantão que estão tomando o lugar de quem realmente quer estudar para ficar fumando maconha e fazendo política.
Só na hora em que o governo do estado realmente começar a punir esses vagabundos travestidos de estudantes, identificando e expulsando esses elementos de dentro do campus a USP vai voltar a ser uma referência no país, por enquanto ela só é base eleitoral das Ratazanas Vermelhas, e abrigo para traficante trabalhar em paz.
Ou se libera a maconha de uma vez, ou se criminaliza o uso e acaba com a hipocrisia, pois o que tem de idiota que vai para a universidade apenas para fumar maconha é impressionante.
Uma juventude de tolos que promovem arruaças a favor da maconha no campus, e em momento algum se mobilizam por melhores condições de ensino ou de melhoria nas instaçlações, e de pesquisa nas universidades.
São patetões babacas criados com leite de mamão por papais mais idiotas ainda que acreditam serem os donos do mundo só porque entraram em "LETRAS" na USP.
Você não ve um aluno das áreas de engenharia, direito, medicina nessa baderna, só os de história, letras e cursos perfumaria...porque será né?

Ahhhh e pela lei brasileira FUMAR maconha ainda é crime e como crime tem que ser tratado. Chega de hipocrisia, ou se legaliza de uma vez ou se faz a lei funcionar, o que não dá é para uma população inteira virar refém de cretinos que adoram encher a cara de fumaça acreditando que isso é rebeldia. Isso é burrice, coisa que só pessoas inteligentes percebem.

Em tempo: A UNB teve uma eleição para o "diretório acadêmico" e uma chapa de "oposição" ganhou, Quando digo "oposição" é porque os alunos tiraram o poder de comandar o diretório das mãos das Ratazanas Vermelhas. E logo na UNB onde a ordem é ser PTralha e comunista até a alma. Essa eleição mostra que quem quer mesmo estudar, está de saco cheio de Ratazana Vermelha fazendo baderna e vendendo drogas.

E A GLORIOSA PM PAULISTA TEM MAIS É QUE SENTAR O CACETE EM VAGABUNDO TRAFICANTE QUE DIZ SER ALUNO DA USP.
E QUEM NÃO CONCORDAR....

Fonte: http://o-mascate.blogspot.com/2011/10/usp-maconha-une-pm-e-eleicao-de-2012.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados