quarta-feira, 9 de novembro de 2011

USP - Brincando de democracia

Os estudantes recusaram-se a desocupar a Reitoria da USP, apesar de todos os avisos (via oficial de Justiça) e dos prazos estendidos. Foram presos e "podem responder por desobediência à ordem judicial, dano ao patrimônio público e crime ambiental" (por causa das pichações nas paredes), segundo o delegado do 91.º DP, Leonardo Simonato. Agora eles protestam contra a repressão e se dizem "torturados" (por não poderem usar o banheiro por três horas). Esses moleques querem comparar-se aos estudantes que lutavam (legitimamente) contra a ditadura militar nos anos 60 e 70, clamam pela liberdade de cometer crimes e querem se apropriar de espaço público sem serem incomodados. Devem responder pelos seus atos mais do que infantis. Querem brincar de democracia e não sabem como.

SÉRGIO KOCINAS
São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados