quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Ex-ministro Agnelo é investigado por suposta propina de R$ 256 mil em esquema do Esporte

Processo já no Superior Tribunal de Justiça tem depoimento de testemunha com detalhes de possível entrega de dinheiro e bilhete que liga atual governador do DF às denúncias contra ministério

O Estado de S.Paulo

BRASÍLIA - O depoimento de uma testemunha, narrando em detalhes como teria entregue R$ 256 mil de propina a Agnelo Queiroz, em agosto de 2007 e um bilhete encontrado na casa do policial militar João Dias Ferreira, dono da ONG Febrak (Federação Brasiliense de Kung Fu), ligam o esquema de desvio de dinheiro do programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte, ao atual governador do Distrito Federal e ex-ministro do Esporte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados