sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Marcha contra a corrupção em Uberlândia

Cerca de 500 manifestantes, em sua maioria estudantes, caminharam da praça Tubal Vilela no centro da cidade até a Prefeitura em protesto contra a corrupção.

O movimento organizado a nível nacional tem como objetivo eliminar a corrupção e a impunidade dos corruptos.

Chamar a atenção para os escândalos envolvendo desvios de dinheiro público e ampliar investimentos em saúde, educação e geração de emprego e renda esteve na voz corrente dos participantes da marcha na cidade.

Ao som dos apitos e dos tambores a regra de ouro foi obedecida à risca: "A manifestação é obrigatoriamente pacífica", segundo todos os comunicados que circularam pelo Twitter e Facebook.

Os organizadores preveniram os participantes para não aceitar nenhum tipo de provocação e mesmo interditando totalmente as vias por onde passaram, não se viu reclamação de motoristas que tiveram que esperar pela passagem da marcha, o que talvez signifique concordância com os objetivos do movimento.

Antonio Nogueira, que levava a família para um passeio, afirmou que o fim da corrupção é um anseio de toda a nação. "Os escândalos que lotam os noticiários deixam a gente muito indignado e se de repente um congestionamento desse servir para dar um basta em tudo isso, já valeu".

Um dos motoristas de ônibus que ficou preso no congestionamento da João Naves disse que se o povo for mesmo para a rua e fizer muito barulho, a situação do país muda.

Camila, uma das organizadoras, acredita que em Uberlândia, o objetivo foi cumprido e já avisou que em 15 de outubro tem mais. Vamos nos reunir em solidariedade aos espanhois que já marcaram a ocupação das praças

Lembrou ainda que "a corrupção paralisa o país, prejudica o atendimento aos doentes, reduz a qualidade do ensino e deixa o estudante sem esperança sobre o que fazer e como viver num país onde há tanto dinheiro e onde tanta coisa falta ou é mal feita".

Uberlândia fez Parte do Manifesto Nacional
Com uma divulgação que se deu, principalmente, na internet, além de panfletagens em locais, a exemplo do Terminal Central, e outras formas de comunicação, o ato, que ocorreu no dia da Independência do Brasil, tinha como principal objetivo mobilizar e chamar atenção da população para a questão da corrupção no Brasil nos diversos níveis da sociedade.

Essa questão vem estagnando o desenvolvimento do país em aspectos sociais, culturais e econômicos. A corrupção é parte inseparável do atual modelo econômico e político e no dia 7 de setembro, a população foi à rua exigir que haja retorno para os cidadãos de todo o dinheiro que por eles é pago, aumentando assim o investimento nas áreas sociais (educação, saúde, moradia, emprego etc.), como exemplo tivemos a reivindicação que surgiu no ato acerca da má distribuição do PIB (Produto Interno Bruto) o qual tem mais de 40% de sua renda total destinado ao pagamento de juros da dívida e menos de 5% para a educação.


Fonte: http://www.farolcomunitario.com.br/uberlandia_100_1150-marcha-contra-a-corrupcao-em-uberlandia.php

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados