quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Franklin Martins, ministro da propaganda de Lula, enfia o controle da mídia goela abaixo da mídia

Nova regulação para mídia digital será feita com ou sem consenso, diz Franklin Martins
Interessante reportagem da Folha Online desta terça (09/11) que relata a fala do ministro da propaganda de Lula, Franklin Martins, na abertura do Seminário Internacional promovido pelo governo para discutir novas regras ao setor de mídia digital - rádio, TV e internet.
Numa demonstração de que o governo não está aí para brincadeira e ciente de que a maioria com folga no novo Congresso permitirá ao NOVO governo VELHO fazer o que desejar, o ministro da propaganda afirmou para uma platéia formada por dirigentes de agências reguladoras em vários países, de entidades representantes dos veículos de comunicação e da sociedade civil organizada que:
- Nenhum grupo tem poder de interditar a discussão sobre um novo marco regulatório e é melhor que o debate se dê num clima de entendimento. A discussão está na mesa, está na agenda, ela terá de ser feita. Pode ser feita num clima de entendimento ou de enfrentamento", afirmou.

Mais adiante, o ministro da propaganda de Lula falou
- Apesar de momentos de fúrias mesquinhas, a nossa sociedade tem vocação para o entendimento, disse e, mais de uma vez, pediu que se afaste os "fantasmas" desta discussão.

Segue a reportagem da Folha:
Entidades como ANJ (Associação Nacional de Jornais), Abert (Associação Brasileira de Rádio e Televisão), entre outras, enxergam na proposta do governo de criar novas regras para serem seguidas pelo setor de telecomunicações e radiodifusão uma tentativa de impor censura à liberdade de informação e controlar os meios de comunicação.
Em seu pronunciamento, o ministro classificou o temor de "truque", segundo ele, "porque todos sabem que isso não está em jogo", desconsiderando que a Confecom (Conferência Nacional de Comunicação), realizada pelo governo no ano passado, aprovou várias medidas restritivas à liberdade de imprensa que Estados tentam viabilizar por meio da criação de conselhos de comunicação.
Finalizando diz a Folha:
Ele repetiu que o governo Lula prepara um anteprojeto de lei para entregar à presidente eleita, Dilma Rousseff, que será o "ponto de partida" para uma nova política para o setor. Segundo ele, a expectativa é que Dilma encaminhe o texto para consulta pública ou discussão do Congresso quando assumir e trate o assunto como prioritários em seu governo.

Fonte: Folha de SP

Então veja só: A presidenta eleita já declarou que Educação, item que coloca o Brasil ao lado do Zimbabué, não é tema prioritário do seu governo, mas o controle social da mídia sim.
Eu gostaria muito de ter participado dessa abertura do seminário só para ver a cara desses empresários do setor que apoiaram Dilma. Por suas ganâncias vão comer poeira daqui para frente para deixarem de ser idiotas ou alguém tem dúvidas de quem vem aí a censura, restrição da liberdade individual, o direito de ir e vir e etc.? Está tudo no PNDH-3. Em breve seremos uma sucursal de Cuba e Venezuela.
Fonte: http://lucioneto.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados