sábado, 14 de agosto de 2010

Brasil, um país de fichas suja.

O Tribunal Superior Eleitoral - TSE julgou nesta sexta 13 de agosto, o primeiro recurso de pedido de registro eleitoral negado com base na Lei da Ficha Limpa. E para surpresa geral, o ministro Marcelo Ribeiro, relator do processo, volta atrás e diz que a Lei da Ficha Limpa não vale para estas eleições.
Esse fato é mais grave do que ser atacado por tubarão no litoral pernambucano. Eu fiquei estupefato com a notícia. Não sabia que ministro de tribunal superior virava casaca.
Recentemente, o ministro Ribeiro, votou alinhado com seus demais colegas a favor da vigência da Lei Ficha Limpa para estas eleições. Com base nesse julgamento, os TRE's passaram a julgar e a indeferir ou deferir candidaturas. Agora o senhor ministro volta atrás e abre uma porteira maior do que o Maracanã que irá permitir que todos os fichas sujas passem por ela.
O ministro Marcelo Ribeiro tentou justificar o seu voto alegando que era preciso respeitar o princípio constitucional da anualidade.
Até aí tudo bem. Agora, por que ele não votou contra da primeira vez com base nessa justificativa? Por que mudou o seu voto? Que "forças superiores" levaram o ministro a virar casaca?
O presidente da Corte, Ricardo Lewandowski, pediu vista e suspendeu o julgamento. Mas, o precedente está aberto. Sobretudo, porque a matéria não é consenso no STF.
Parece até brincadeira. Fizeram a gente acreditar que o país estava dando um grande passo para a moralidade. Espero estar errado. Espero que os fichas sujas sejam elimnados da vida pública. Mas, essa notícia dessa sexta feira 13 é realmente preocupante e nós leva a perguntar:
- Quando é que vão permitir a gente gozar no final?
Fonte: http://lucioneto.blogspot.com/2010/08/brasil-um-pais-de-fichas-sujas.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados