segunda-feira, 31 de maio de 2010

"Virou política de governo mandar cocaína para acabar com juventude", diz Serra


O pré-candidato à Presidência José Serra (PSDB) voltou a atacar o governo boliviano em encontro hoje do partido em Cuiabá (MT). "Parece que virou política de governo mandar cocaína para acabar com nossa juventude", disse o tucano.


Folha.Com

O ex-governador afirmou também que as relações entre dois países no caso, Brasil e Bolívia não podem ser tratadas como se fossem entre dois partidos. "O interesse nacional tem que ficar acima dessas questões partidárias."

Na quarta-feira, Serra havia dito que o governo do presidente Evo Morales é "cúmplice" do narcotráfico. No dia seguinte, a pré-candidata do PT a presidente, Dilma Rousseff, criticou Serra pelas declarações e disse que a fala dele "demoniza" a Bolívia.
Os ataques de hoje ocorreram durante encontro do PSDB na capital de Mato Grosso que lançou o nome do ex-prefeito da cidade Wilson Santos para a disputa do governo no Estado. No evento, diversas faixas foram espalhadas com os dizeres "Serra presidente" e "Wilson Santos governador".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados