terça-feira, 4 de maio de 2010

FICHA LIMPA - Manifestantes lavam rampa do Congresso para pressionar aprovação

Em protesto promovido pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), manifestantes fizeram nesta terça-feira (4) uma lavagem simbólica da rampa do Congresso Nacional, em Brasília. A ideia do ato é pressionar os deputados para aprovarem o projeto de lei “Ficha Limpa”, cuja votação, que deveria ocorrer hoje, deve ser adiada.

A proposta amplia os casos de inelegibilidade de políticos, com a proibição das candidaturas de pessoas que respondam a processos judiciais. Com faixas, cartazes, baldes e vassouras, os manifestantes pedem “Faxina na política”, “Ficha limpa por um Brasil melhor”, Honestidade não é qualidade, é obrigação”.

Os deputados Chico Alencar (PSOL-RJ), Luciana Genro (PSOL-RS) e Rita Camata (PSDB-ES), que participam da manifestação, acreditam na votação do projeto ainda hoje, de preferência com a versão elaborada pelo grupo de trabalho que analisou a proposta, em contraposição ao relatório do deputado Indio da Costa (DEM-RJ) que previa a inelegibilidade definida por uma instância colegiada do Judiciário.

Durante o protesto, Camata vestiu um avental e pousou para fotos segurando uma vassoura gigante. Alencar afirmou aos manifestante que o presidente da Câmara, Michel Temer, (PMDB-SP), pode colocar a votação na pauta hoje ou amanhã.

"Queremos que valha já para estas eleições. As pessoas querem fazer valer o seu direito de votar em pessoas idôneas. Queremos mostrar que a sociedade está presente. Queremos tolerância zero com a corrupção", disse a diretora do MCCE (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral) Jovita Rosa.

Fonte: Camila Campanerut, em Brasília, e das agências Câmara e Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados