segunda-feira, 3 de maio de 2010

Adeus Lula, até nunca mais


Lula chora ao falar da vida pós-Planalto em festa de 1º de Maio da CUT
no Estadão de domingo
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva controlou a fala para não desobedecer a lei eleitoral em seu terceiro e penúltimo discurso em evento sindical do Dia do Trabalho. À vontade na comemoração de 1º de Maio da entidade sindical em que iniciou a carreira política, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), Lula foi interrompido várias vezes ao longo do discurso de 30 minutos por um coro de "Dilma, Dilma", em apoio à pré-candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff. A petista passou o Dia do Trabalho ao lado de Lula. "A legislação não me permite falar em candidatos", disse Lula em discurso, sendo interrompido pelo coro. E lamentou: "Eu não posso falar."

Um comentário:

  1. A cara da Dilma não parece estar dizendo: "hummm, sujeitinho mole. CHORÃO!!!!!


    Cristina

    ResponderExcluir

Anônimos não serão publicados