sexta-feira, 30 de abril de 2010

Reajuste dos aposentados a votação será terça-feira

O PMDB reafirmou ontem que trabalha para o partido ter posição única na Câmara e no Senado quanto ao reajuste dos aposentados que ganham acima do mínimo. Mas ainda precisa convencer os senadores do partido, que defendem 7,7% contra os 7% já acertados pelos deputados. A posição foi reforçada ao longo do dia, antes do encontro do presidente Lula com os senadores da base aliada, que ocorreu à noite. A votação foi adiada para terça-feira, mas o impasse permaneceu mesmo após a reunião com Lula. Segundo o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), o assunto não chegou a ser debatido com o presidente, pois a reunião foi dominada pela discussão dos projetos do pré-sal. Jucá reconheceu que o impasse continua.

Senadores? Pra que Senadores?

"OS SENADORES DA REPÚBLICA SÓ NÃO SÃO COMPLETAMENTE INÚTEIS PORQUE SERVEM DE MAU EXEMPLO."

Fonte: http://pelofimdosenado.blogspot.com/

Brasil se une pela Ficha Limpa neste fim de semana

A terça e a quarta-feira da próxima semana (04 e 05/05) serão decisivas para a Campanha Ficha Limpa e consequentemente para uma nova fase da política brasileira. Será votado, no plenário da Câmara dos Deputados, o requerimento de pedido de urgência urgentíssima para o projeto de lei que trata das inelegibilidades. Se aprovado, a discussão sobre a matéria será iniciada ainda na noite de terça-feira e o mérito deverá ser conhecido no dia seguinte.

Em vários estados do país, manifestações a favor da aprovação da Ficha Limpa estão sendo organizadas de hoje (30/04) até domingo (02/05) – acompanhe a programação detalhada em www.mcce.org.br. Em São Paulo, no domingo haverá caminhada e coleta de assinaturas no Parque do Ibirapuera, a partir das 10h (concentração na Praça do Porquinho).

A organização não-governamental Avaaz, parceira do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), também promoverá uma manifestação em forma de arte, com uma improvisação de um grupo de teatro de rua, na terça-feira, às 16h, em frente ao Congresso Nacional. Quem quiser participar, pode levar produtos de limpeza, vassouras e baldes para a "limpeza" simbólica do Congresso Nacional.

Corrente da verdade contra a mentira.

Blogs pela Democracia trabalhando e lutando contra a censura e a mentira

O PT quer fechar este blog. É oficial. Vamos entupir a internet com as mentiras da Dilma. Espalhe o aviso acima. Visite o blog e espalhe as mentiras lá postadas. Vamos mostrar o que os Blogs pela Democracia podem contra o terrorismo eleitoral.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

A Time elege Lula o homem mais influente do mundo

Isso foi golpe dos americanos, querem acabar com o que resta de nossa honra.

Para o PT será o tiro pela culatra, todos perceberão rapidamente como a Dilma é "pobre"

No Brasil, Chávez defende possibilidade de reeleição ilimitada

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, se atrapalhou nesta quarta para responder a jornalistas brasileiros quando ele pretende sair do governo e entregar o cargo a um sucessor e acabou dizendo que não sabe, porque não há nada previsto na Constituição venezuelana --mudada por sua orientação para permitir mandatos infinitos ao presidente.
Fonte: Folha de S. Paulo

Funaro: Vaccari tem 'relação umbilical' com grupo investigado pelo Ministério Público

Em CPI, doleiro recusa, por ordem de advogados, a fazer acusação de que ex-presidente da Bancoop cobrava propinas

Ana Paula Scinocca - Estadão
Em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito das Organizações Não-Governamentais (ONGs) nesta quarta-feira, 28, no Senado, o doleiro Lúcio Bolonha Funaro afirmou que o tesoureiro do PT e ex-presidente da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop), João Vaccari Neto, tem uma "relação umbilical" com o grupo Schahin. Segundo Funaro, a Schahin é "alvo de uma série de investigações do Ministério Público, da Justiça Federal e da Polícia Civil paulista como um dos grupos que cometeram as maiores fraudes financeiras nos últimos anos".

O doleiro foi convidado a depor na CPI porque, segunda a revista Veja, teria afirmado a procuradores que Vaccari cobrava propina de investidores interessados em fazer negócios com fundos de pensão estatais. Segunda-feira, porém, ele se negou a falar sobre a suposta propina, dizendo que seguia orientação de seus advogados. Ele aproveitou o depoimento para fazer acusações contra o grupo Schahin, com o qual uma empresa que ele representa está em litígio legal.

Dirceu, mensaleiro e deputado cassado se manifesta

Cala boca Dirceu
Esta com medo de perder sua mamata?
Dirceu: Serra não tem autoridade para falar de segurança
GUSTAVO URIBE - Agência Estado
O ex-ministro da Casa Civil e deputado federal cassado, José Dirceu (PT), engrossou hoje o coro petista contrário ao compromisso do presidenciável do PSDB, José Serra, de criar o Ministério da Segurança Pública, caso seja eleito. O ex-parlamentar chamou a proposta de um "afago à direita truculenta" e acusou o tucano de repetir uma promessa já feita durante as eleições de 2002, quando Serra enfrentou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Para ser objetivo, eu tenho que reconhecer que sobre segurança o candidato da oposição não tem nenhuma autoridade para falar", opinou Dirceu em seu blog (www.zedirceu.com.br).

Caminhada em apoio ao Projeto da Ficha Limpa no Parque do Ibirapuera



''Sarney'' aparece em caixa 2 de Arruda

Alguma novidade? Os tentáculos dessa família são longos
Operação Caixa de Pandora. Documento de contabilidade paralela registra a anotação de um valor e quanto teria sido de fato pago - '250/150 PG' -, mas apontamento isolado do nome não permite indicar a quem da família do senador supostamente se refere
Leandro Colon / BRASÍLIA - O Estado de S.Paulo
Um documento da contabilidade de caixa 2 da campanha do ex-governador José Roberto Arruda lista o nome "Sarney". A anotação manuscrita foi feita pelo próprio Arruda, como comprova perícia feita a pedido do Estado. À frente do nome "Sarney", o documento registra a anotação de uma quantia e quanto teria sido efetivamente pago: "250/150 PG".
O apontamento isolado do nome "Sarney" não permite indicar a quem da família do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), supostamente se refere. Segundo a perícia, as letras "PG" foram escritas pelo tucano Márcio Machado, um dos arrecadadores do caixa 2 do governador cassado que, depois de vencida a eleição, virou secretário de Obras do Distrito Federal.

FICHA LIMPA - Deputados Federais são canalhas

A quem estes canalhas representam?
Representam interesses pessoais e não daqueles que os elegeram quando atuam contra a vontade de 1,62 mi de brasileiros!
Eles não podem esquecer que os brasileiros são os legítimos donos deste país!

Nova mudança no Projeto Ficha Limpa
Da Redação - O Globo
O deputado José Eduardo Cardozo (PT-SP) apresenta hoje, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, mais um texto alternativo ao projeto de iniciativa popular que veda a candidatura de políticos com condenações na Justiça, conhecido como Ficha Limpa. Na última versão negociada ontem, prevaleceu o veto ao registro eleitoral dos políticos com condenações por crimes graves, em instâncias colegiadas da Justiça (decisões tomadas por mais de um juiz), mas com possibilidade de o condenado recorrer a instância superior para tentar suspender a inelegibilidade e concorrer. Cardozo vem negociando as mudanças no texto com parlamentares e integrantes do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) desde a semana passada, quando foi escolhido relator. Disposto a dar resposta à sociedade, depois de ser obrigado a cancelar a votação do projeto em plenário no início da abril, por resistência dos líderes dos partidos aliados, o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), pressiona para que a votação na CCJ ocorra ainda esta semana. Ele conta com o empenho do presidente da CCJ, Eliseu Padilha (PMDB-RS). Segundo o deputado Flávio Dino (PCdoB-MA), ontem foi possível avançar nas negociações em relação às condenações criminais, mas há problemas sobre crimes eleitorais. O projeto diz que condenados por crimes graves, como os contra a vida, em decisões colegiadas, ficarão inelegíveis. Por exemplo, um prefeito condenado por qualquer um desses crimes, no Tribunal de Justiça de seu estado, poderá apresentar um recurso ao Superior Tribunal de Justiça, para tentar concorrer. Se o recurso for acatado, a inelegibilidade fica suspensa e o tribunal é obrigado a dar prioridade ao processo. Há grande resistência à ideia de impedir a candidatura dos chamados fichas-sujas em todos os partidos. O novo texto tenta vencer as resistências. Embora haja empenho para a votação, fica cada vez mais difícil validá-lo para as eleições deste ano.

O Senado a Banda Larga e a voracidade dos políticos

Os políticos dominam os meios de comunicação do país, agora querem a INTERNET.

"A voracidade com que os políticos organizam negociatas e se apoderam do bem público em detrimento da coletividade é uma manifestação predatória e fanática do poder. É expressão de um narcisismo maligno que desrespeita a coletividade e coloca multidões na miséria e no desamparo" - Sergio Telles


Senado entra na disputa por internet rápida sem fio

da Folha Online

Hoje na Folha Operadoras de celular e empresas de TV por assinatura disputam a tecnologia Wimax, que permite a oferta de banda larga sem fio, até agora não liberada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). O Senado criou grupo de trabalho para acompanhar o assunto, informa reportagem de Elvira Lobato, publicada nesta quinta-feira pela Folha.

O presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado, Flexa Ribeiro (PSDB-PA), criou um grupo de trabalho para acompanhar a consulta pública da Anatel para um novo regulamento para o MMDS. A proposta prevê reduzir de 190 para 50 o total de canais reservados ao serviço. A Neotec, associação que representa as empresas de MMDS, propôs à Anatel a redução para 90 canais.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

FICHA LIMPA - Mesmo com "flexibilização" os canalhas ainda tem medo

CCJ adia para próxima semana votação do 'Ficha Limpa'

Michel Temer (PMDB-SP) disse que esperava para até amanhã a entrega do texto consolidado da proposta
A Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Câmara adiou para a próxima semana a votação da proposta do relator José Eduardo Cardoso (PT-SP) que proíbe a candidatura de políticos com pendências na Justiça, conhecido como "Ficha Limpa". O adiamento ocorreu por pedido de vista de parlamentares.
EUGÊNIA LOPES - Agência Estado - 28 de abril de 2010

Chaves no palanque "fabuloso" da Dilma

Chávez reforça apoio a Dilma para a Presidência da República

Presidente venezuelano se reúne nesta quarta-feira com Lula e ministros em Brasília


Denise Chrispim Marin, da Agência Estado

BRASÍLIA - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, reforçou nesta quarta-feira, 28, em Brasília, o seu apoio à candidatura de Dilma Rousseff, do PT, para suceder o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ao ser perguntado como conduziria as relações com o Brasil, em caso de vitória do candidato adversário, José Serra , do PSDB, Chávez esquivou-se e disse que não se pronunciaria sobre assuntos internos do Brasil assim como o governo brasileiro não se pronunciaria sobre problemas internos da Venezuela. Mas acrescentou: meu coração está com Dilma", lançando em seguida um beijo. "Te mando um beijo, Dilma", acrescentou.

O venezuelano chegou há pouco no Palácio do Itamaraty, onde terá encontro reservado com Lula, antes de reunião ampliada com ministros e diplomatas.

Ciro, Chávez e o Brasil

Ciro Gomes sai da disputa presidencial por uma porta, e Hugo Chávez chega ao Brasil por outra. E daí, o que uma coisa tem a ver com a outra?

É que falamos aqui de um estilo semelhante de fazer política: nos cascos, ou seja, na base do confronto, da polêmica, de uma batalha (sobretudo verbal) atrás da outra, como se a política e a própria vida fossem uma guerra diária e eterna.

O resultado é que Hugo Chávez esconde o que ele fez de bom e expõe o que faz de ruim e racha a Venezuela ao meio. Enquanto Ciro conseguiu se indispor simultaneamente com Lula, FHC, Serra, Dilma, PT, PSDB, PMDB e o seu próprio partido, o PSB, que lhe deu um belo pé, digamos, no traseiro. Conseguiu até a proeza de trocar o Ceará, onde ele é rei, por São Paulo, onde não é nada.

Ciro terá dificuldade para encontrar um rumo na atual campanha. Vai acabar indo com Lula e com Dilma, mas com evidente mal-estar de lado a lado. E, aliás, indo para onde?

Ciro não pode mais concorrer no Ceará, e Lula deu um nó nele, ao prometer mundos, fundos e a candidatura ao governo de São Paulo --que o PT lhe negou. Não é candidato a presidente, nem a governador, nem a senador e, depois de tudo o que disse contra a Câmara e contra o mandato de deputado federal, vai ser ridículo concorrer à reeleição. E agora, José? E agora, Ciro?

Cumpre-se assim a profecia e a articulação de Lula para uma eleição polarizada, que pode até pegar fogo. Mas Serra e Dilma se esmeram para ser o oposto de Ciro e de Chávez. Até porque o padrão brasileiro e, portanto, deles, foi dado por Fernando Henrique e Lula, que são negociadores, contemporizadores, orgulham-se de somar, não de dividir, e são craques em falar aquilo que o interlocutor quer ouvir.

Vejamos Serra e Dilma agora. Tentam driblar o próprio temperamento, se fazem de bonzinhos e fogem de posicionamentos polêmicos. Nada de falar em público sobre revisão da lei de anistia para investigar torturador, nada de se comprometer com legalização de bingos, nada de se assumir contra ou a favor da jornada de 40 horas, nada de falar mal de partidos, de políticos adversários...

O momento é de falar o que a maioria (dos eleitores) quer ouvir.

Um exemplo? Ciro acaba de dizer que Serra é "mais capaz, mais preparado e mais legítimo" do que Dilma, mas ela engoliu em seco e acenou com a bandeira branca, chamando-o para sua campanha.

Outro exemplo? Serra acaba de defender a perenização (nem sei se essa palavra existe...) da Zona Franca de Manaus, tentando agradar o Amazonas, Estado que dá recordes de vitórias a Lula e de derrotas aos tucanos pelo temor, justo ou não, de que um governo Serra acabe com essa fantástica fonte de recursos, desenvolvimento e emprego.

A questão é que a eleição passa, e o futuro presidente e seu governo ficam. Entre o que se diz (ou não diz) numa campanha e o que se faz num governo, há uma diferença monumental.

Nem Serra nem Dilma e muito menos Marina Silva são Chávez ou Ciro, mas nenhum dos três chega a ser também Fernando Henrique ou Lula. Nem no temperamento, nem no estilo, nem nas crenças, nem na visão de país e de mundo. E são bem mais brigões.

Dê no que dê, os próximos anos tendem a ser agitados. E com algumas grandes surpresas.

Eliane Cantanhêde é colunista da Folha, desde 1997, e comenta governos, política interna e externa, defesa, área social e comportamento. Foi colunista do Jornal do Brasil e do Estado de S. Paulo, além de diretora de redação das sucursais de O Globo, Gazeta Mercantil e da própria Folha em Brasília.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/pensata/elianecantanhede/ult681u726914.shtml

Ciro o inimigo do Rei foi destroçado

Ciro reage em blog: 'Ao rei tudo, menos a honra'
Ciro Gomes publicou em seu site na internet um texto reagindo à decisão do PSB de retirar seu nome da disputa presidencial. Leia a íntegra do texto abaixo, cujo título é "Ao rei tudo, menos a honra":
Luís Fernando Bovo - estadão.com.br
"A cúpula de meu partido, o PSB, decidiu-se por não me dar a oportunidade de concorrer à Presidência da República. Esta sempre foi uma das possibilidades de desdobramento da minha luta. Aliás, esta sempre foi a maior das possibilidades. Acho um erro tático em relação ao melhor interesse do partido e uma deserção de nossos deveres para com o País.

Não é hora mais, entretanto, de repetir os argumentos claros e já tão repetidos e até óbvios. É hora de aceitar a decisão da direção partidária. É hora de controlar a tristeza de ver assim interrompida uma vida pública de mais de 30 anos dedicada ao Brasil e aos brasileiros e concentrar-me no que importa: o futuro de nosso País!

Quero agradecer, muito comovido, a todos os que me estimularam, me apoiaram, me ajudaram, nesta caminhada da qual muito me orgulho.
Quero afirmar que uma democracia não se faz com donos da verdade e que, se minhas verdades não encontram eco na maioria da direção partidária, é preciso respeitar e submeter-se à decisão. É assim que se deve proceder mesmo que os processos sejam meio tortuosos, às vezes.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Frases Memoráveis

Quem quer pegar galinha não diz "XÔ"

Ciro Gomes

Sepultada a candidatura Ciro - Um vermelho a menos

Ciro Gomes está fora da disputa presidencial
Para embasar a decisão, PSB consultou os 27 diretórios regionais, dos quais 20 foram contra candidatura
Carol Pires - estadão.com.br

Agora é oficial: o deputado federal Ciro Gomes (CE) está fora da corrida presidencial deste ano. Coube ao presidente do PSB, governador Eduardo Campo (PE), anunciar a decisão: "A comissão Executiva Nacional do Partido Socialista Brasileiro reuniu-se nesta data em sua sede em Brasília para avaliar o quadro político-eleitoral do País e deliberar, depois de ouvidos os Diretórios Estaduais, sobre o papel a ser desempenhado pelo PSB na sucessão presidencial. Decidiu, por maioria de voto, não apresentar candidatura própria à presidência da República", disse o presidente do partido, ao ler nota oficial elaborada pela Executiva.

Para embasar a decisão partidária, a Executiva Nacional do PSB consultou os 27 diretórios regionais, dos quais 20 foram contra a candidatura própria e sete endossaram o nome de Ciro Gomes para disputar a sucessão de Lula. Hoje, na reunião da Executiva Nacional21 membros foram contra a candidatura própria e apenas dois favoráveis.
Eduardo Campos informou que, antes de dar a notícia à imprensa, telefonou para Ciro Gomes para anunciar a decisão da Executiva do partido. Segundo o governador, Ciro Gomes recebeu o comunicado como muita calma e contou que está elaborando, neste momento, uma nota sobre o assunto para ser distribuído à imprensa. Campos fez questão de ressaltar que os esforços de Ciro Gomes ao se lançar pré-candidato à presidência "não foram em vão". "Administrador vitorioso em diversos níveis de governo, homem de idéias e de atos em favor do país, Ciro Gomes engrandeceu o debate republicado".

Ciro agora chama o PMDB de quadrilha

Em sua terceira entrevista às vésperas de ser preterido pelo PSB na corrida presidencial, por imposição do presidente Lula ao partido, o ex-ministro e deputado federal Ciro Gomes (PSB) aumentou o tom dos ataques contra setores do PMDB, que classificou de “ajuntamento de assaltantes”. Disse que o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), cotado para ser vice na chapa de Dilma Rousseff (PT), é o “chefe da turma de pouco escrúpulo”.
O Globo
Ciro disse acreditar que Dilma estaria “rendida” se vencer com o apoio de aliados desonestos.
— O PMDB, como partido, não tem problema. O PMDB tem tantas virtudes e defeitos como qualquer outro. O problema é a hegemonia. O problema é que quem manda no PMDB não tem nenhum escrúpulo, nem ético, nem republicano nem compromisso público.
Nada. É um ajuntamento de assaltantes, na minha opinião — disse Ciro Gomes, continuando: — O Michel Temer hoje é o chefe dessa turma, dessa turma de pouco escrúpulo. Sem dúvida.

Governo será derrotado - Aposentados pressionam a Câmara

O governo que se prepare: sua base aliada na Câmara vai receber nesta terça-feira (27) uma violenta pressão dos aposentados. A Câmara será “invadida” por entidades de defesa da categoria e centrais sindicais, que vão acompanhar de perto a votação da Medida Provisória 475/09 (que reajusta as aposentadorias acima de um salário mínimo). O objetivo é emplacar um reajuste de 7,7% na MP, cuja votação deve ser iniciada hoje.

Rodolfo Torres - Congresso em Foco

O deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força Sindical, adianta que “não tem como” os aposentados e as centrais aceitarem um reajuste menor do que esse percentual.

O pedetista explicou ao Congresso em Foco que conversará “logo cedo” com o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), e com o líder do governo na Casa e relator da MP, Cândido Vaccarezza (PT-SP).

A partir das 15h30, Paulinho se reunirá com outros deputados pró-aposentados na Liderança do PDT para definir as estratégias que serão usadas em plenário.

No entanto, antes de entrar na votação da MP dos Aposentados, a Câmara terá de analisar outra medida provisória, a 474/09, que aumentou o salário mínimo para R$ 510 desde janeiro passado. “Apresentarei requerimento de preferência de votação para a MP dos Aposentados”, explica o parlamentar paulista.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

OAB adverte no STF que a lei é para todos, inclusive ao topo da pirâmide

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, ao discursar na cerimônia de posse do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Cezar Peluso, fez uma dura advertência aos atuais detentores de cargos eletivos e candidatos que insistem em desrespeitar a lei, lembrando que "a lei é para todos - do topo da pirâmide até a base - e, segundo a Constituição, todos são iguais perante ela". Enfatizando a importância de um Judiciário atuante para o fortalecimento da democracia, Ophir ressaltou que "a lei representa o antídoto contra qualquer prática de crime: não importa que seja um simples delito, passando pelo desrespeito à legislação eleitoral, até o mais sofisticado golpe de ataque ao erário público".
Direito Vivo

2,4 mil projetos à espera de votação no Congresso

Levantamento do Congresso em Foco mostra que Câmara e Senado precisariam, no ritmo de hoje, de dez anos para limpar completamente suas gavetas


Câmara e Senado acumulam 2.472 projetos nos plenários onde trabalham 594 parlamentares. À espera de votação, estavam 2.438 deles no dia 29 de março passado, segundo levantamento exclusivo doCongresso em Foco.

Na Câmara, são 2.135 matérias no total. No Senado, 337.

No ano passado, os deputados gastaram 115 sessões deliberativas para aprovarem cerca de 219 propostas. Ou seja, se o objetivo da Câmara for “zerar” o estoque de matérias em tramitação, aprovando-as ou rejeitando-as, precisarão, mantido o ritmo atual, de nada menos que dez anos.

Da mesma forma, o Senado aprovou 219 matérias no ano passado em 118 sessões deliberativas. Ou seja, os senadores precisariam de quase um ano e meio para “zerar” o estoque de propostas a serem votadas. Sem contar as novas propostas que viriam da Câmara assim que os deputados as aprovassem (apenas as matérias de iniciativa dos próprios senadores começam a tramitação no Senado).

Nessas situações hipotéticas, nenhuma proposta nova deveria ser apresentada. Cada congressista deveria relatar pelo menos quatro projetos para “dividir o trabalho” com os colegas. Mas, se todas as matérias fossem aprovadas, a legislação brasileira mudaria 2.472 vezes em dez anos, o que certamente confundiria a vida dos cidadãos.



*Fonte: Câmara e Senado.


domingo, 25 de abril de 2010

SARNEY VAI PARA O CÉU OU PARA O INFERNO


Com a frase “vem ai o juízo final”, um grupo de internautas bem articulados invadiu a rede mundial de computadores convidando na manhã deste sábado (24) toda a população maranhense, para acessar o endereço eletrônico (www.ojuizofinal.com.br).

A crença de um julgamento do homem, tendo Deus como juiz e levando em conta os atos praticados em vida por este, é comum em quase todas as religiões da Terra. Leva-se em conta que na maior parte das crenças, acredita-se que o Juízo Final será feito após a morte do ser humano, em um outro plano espiritual.

Nesta mesma data o presidente do senado, José Sarney comemora mais uma primavera, deixando de lado a casa dos setenta, para adentrar a belíssima mansão dos oitenta, portanto este será o nosso presente a ele.

Nascido em Pinheiro no dia 24 de abril de 1930, o ex-presidente do Brasil, se serviu desmedidamente da boa fé e da benevolência típicas dos maranhenses para, nas últimas décadas, construir um fabuloso conglomerado de empresas que gravitam e se sustenta até hoje exclusivamente do erário.

As ações dos internautas que deixaram recados espalhados pelo Orkut, Twiiter, Facebooks e Msn`s, lembram ações programadas e agendadas por integrantes de movimentos que criaram em todo Brasil no ano passado a onda do “Fora Sarney”. Vale lembrar que o site é um grande presente de aniversário para o velho oligarca.

Isto é a prova de que a população maranhense, está se mobilizando para fazer o julgamento de Sarney acontecer aqui mesmo em vida. Daí fica a pergunta: se o juízo final fosse hoje para onde o povo mandaria José Sarney? Para o Céu ou para o Inferno?
Não deixe de acessar: www.ojuizofinal.com.br
Márcio Santos
Estudante de Jornalismo

Isso que é farra, o resto e conversa fiada

Publicado por Adriana Vandoni em 25/04/2010 às 11:40 hs.

(Giulio Sanmartini) Ao que parece, a grande realização do governo Petista é, a propaganda daquilo que prometeu e não fez. Para poder desenvolver esse “trabalho” foi criado, logo no início da tomada do poder, com status de ministério, a Secretaria de Comunicação e Gestão Estratégica da Presidência da República, (vide Decreto nº 4.799. 4/8/2003). Para comandá-lo Lula escolheu o antigo “companheiro” Luiz Gushiken, que teve que deixar o “bocão” acusado de peculato. Nome foi mudado para A Secom (Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República) que é responsável, ainda pela coordenação, normatização, supervisão e controle da publicidade e de patrocínios dos órgãos sob controle da União e está na mão do marxista sectário Franklin Martins.

As atuais e crescentes despesas dessa Secretaria, faz pensar que o peculato não terminou com a saída de Gushiken. Os números são um escândalo que está passando quase ignorado, mas muito maior de alguns que tiveram ruidosa divulgação.

Os veículos de comunicação que fazem propaganda paga do governo chegou ao impressionante número de 7.047 em todo o País. Um crescimento de 1.312% superior ao de 2003, primeiro ano do governo Lula, quando 499 veículos receberam verba para divulgar a publicidade oficial.

De 2003 a 2009, a Presidência da República, ministérios e estatais gastaram R$ 7,7 bilhões com propaganda. Os gastos do ano passado, de R$ 1,17 bilhão, superaram em 48% os R$ 796,2 milhões investidos no primeiro ano de governo.

Valor triplicado, só com a publicidade institucional da Presidência da República, destinada a difundir a marca e os feitos do governo, foram gastos R$ 124 milhões no ano passado.

Televisão, jornal, rádio e revistas, nesta ordem, foram os meios que mais receberam recursos em 2009. Para emissoras de TV, foram destinados R$ 759,5 milhões, 64% do total. Jornais receberam R$ 115,4 milhões e rádios, R$ 104 milhões.

Resumindo o tamanho do escândalo, o governo petista gastou por ano em propaganda enganosa, o correspondente ao salário, no mesmo período, de 215 mil verdadeiros trabalhadores, que com os impostos tirados de seu suor tornam possível essa cruel farra.

Ciro volta a questionar habilidade política de Dilma

Deputado mira o PT, diz que volta de Dirceu 'é desacato à Justiça' e diz que 'Lula está perdendo a humildade'

Após ver sua candidatura ao Palácio do Planalto ameaçada pela cúpula do PSB, dizer que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva "navega na maionese" e prever uma vitória do pré-candidato da oposição, José Serra (PSDB), o deputado federal Ciro Gomes (PSB) voltou a mirar o PT na noite desta sexta-feira, 23. Entrevista ao Jornal do SBT, Ciro disse que a pré-candidata do PT, Dilma Rousseff, tem errado no início da campanha e voltou argumentar que Serra está mais preparado do que Dilma para ganhar as eleições. Afirmou também que "Lula está perdendo a humildade".
O deputado federal disse novamente que Dilma é melhor do que Serra como pessoa, mas ressaltou que o tucano tem mais experiência e é mais preparado que a petista.
"O Serra é mais preparado que Dilma. Já foi deputado federal e governador de São Paulo", salientou. Mas não poupou Serra, a quem chamou de solitário e autoritário. "É um inimigo a ser destruído", criticou.O deputado federal reconheceu que cometeu erros graves em sua carreira política, mas salientou que os primeiros movimentos políticos de Dilma o deixaram "de cabelo em pé". De acordo com ele, a presidenciável do PT não tem experiência política. "Os primeiros movimentos dela já me deixaram de cabelo em pé, ela não tem experiência política", criticou. Para Ciro, a ex-ministra errou ao ir ao túmulo de Tancredo Neves, em Belo Horizonte, reduto do tucano Aécio Neves.
Leia mais: http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,ciro-diz-que-seguira-decisao-do-psb-mas-vai-espernear,542262,0.htm

sábado, 24 de abril de 2010

Nos jornais: Ciro critica Lula e diz que Serra é mais capaz que Dilma

Após atacar, em entrevista ao portal iG, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a capacidade eleitoral da pré-candidata Dilma Rousseff (PT), o deputado federal Ciro Gomes (PSB) disse que suas declarações foram "furtadas", mas na prática ratificou as afirmações ao se manifestar sobre o assunto ao longo do dia.
Ciro disse que conversava informalmente com a reportagem do iG quando disse que "Lula está navegando na maionese" ao acreditar que vai conseguir eleger Dilma com facilidade e que José Serra (PSDB), seu desafeto político, é "mais preparado, mais legítimo, mais capaz" do que a petista.
Governo decide não rebater críticas de Ciro

Folha de S. Paulo

Você é aposentado ou tem aposentado na família?

DIVULGUEM A LISTA DOS DEPUTADOS INIMIGOS DOS APOSENTADOS.
Estes canalhas representam a quem na Câmara FEDEral?

Para facilitar a busca a lista esta separada por estado e por partido:

Nilson Mourão PT/AC
Joaquim Beltrão PMDB/AL
Fátima Pelaes PMDB/AP
Dalva Figueiredo PT/AP
Félix Mendonça DEM/BA
Paulo Magalhães DEM/BA
Colbert Martins PMDB/BA
Marcelo Guimarães Filho PMDB/BA
Veloso PMDB/BA
Lídice da Mata PSB/BA
Emiliano José PT/BA
Geraldo Simões PT/BA
Luiz Alberto PT/BA
Sérgio Barradas Carneiro PT/BA
Aníbal Gomes PMDB/CE
Mauro Benevides PMDB/CE
Paulo Henrique Lustosa PMDB/CE
Zé Gerardo PMDB/CE
Flávio Bezerra PRB/CE
José Guimarães PT/CE
Magela PT/DF
Camilo Cola PMDB/ES
Lelo Coimbra PMDB/ES
Pedro Wilson PT/GO
Pedro Novais PMDB/MA
Professor Setimo PMDB/MA
Ribamar Alves PSB/MA
Domingos Dutra PT/MA
Washington Luiz PT/MA
João Magalhães PMDB/MG
Leonardo Quintão PMDB/MG
Marcos Lima PMDB/MG
Saraiva Felipe PMDB/MG
Silas Brasileiro PMDB/MG
Gilmar Machado PT/MG
Miguel Corrêa PT/MG
Odair Cunha PT/MG
Paulo Delgado PT/MG
Virgílio Guimarães PT/MG
Carlos Abicalil PT/MT
Asdrubal Bentes PMDB/PA
Beto Faro PT/PA
Paulo Rocha PT/PA
Zé Geraldo PT/PA
Luiz Couto PT/PB
Fernando Ferro PT/PE
Pedro Eugênio PT/PE
Armando Monteiro PTB/PE
Marcelo Castro PMDB/PI
Nazareno Fonteles PT/PI
Paes Landim PTB/PI
Odílio Balbinotti PMDB/PR
Rodrigo Rocha Loures PMDB/PR
Nelson Meurer PP/PR
Andre Vargas PT/PR
Angelo Vanhoni PT/PR
Assis do Couto PT/PR
Dr. Rosinha PT/PR
Eduardo Cunha PMDB/RJ
Nelson Bornier PMDB/RJ
Solange Almeida PMDB/RJ
Antonio Carlos Biscaia PT/RJ
Luiz Sérgio PT/RJ
Henrique Eduardo Alves PMDB/RN
Natan Donadon PMDB/RO
Anselmo de Jesus PT/RO
Eduardo Valverde PT/RO
Edio Lopes PMDB/RR
Luciano Castro PR/RR
Fernando Marroni PT/RS
Henrique Fontana PT/RS
Maria do Rosário PT/RS
Paulo Pimenta PT/RS
Pepe Vargas PT/RS
Paulo Roberto Pereira PTB/RS
João Matos PMDB/SC
Décio Lima PT/SC
Vignatti PT/SC
Jackson Barreto PMDB/SE
Antonio Palocci PT/SP
Arlindo Chinaglia PT/SP
Cândido Vaccarezza PT/SP
Carlos Zarattini PT/SP
Devanir Ribeiro PT/SP
Janete Rocha Pietá PT/SP
Jilmar Tatto PT/SP
João Paulo Cunha PT/SP
José Eduardo Cardozo PT/SP
José Genoíno PT/SP
Paulo Teixeira PT/SP
Ricardo Berzoini PT/SP
Vicentinho PT/SP

Nove motivos pelos quais o ministro do STF deve ser expulso do STF

A Voz Do Povo: Nove motivos pelos quais o ministro do STF deve se... : (1) Gilmar telefonou espontaneamente para Silval Barbosa, ex-governad...