sábado, 6 de março de 2010

Novo comando do PT ataca mídia na 1ª reunião

Na presença de mensaleiros como José Dirceu, partido diz que imprensa quer voltar a falar em mensalão petista

JOSÉ EDUARDO Dutra, depois de reunião do Diretório Nacional do PT: orientação a coordenadores de campanha

BRASÍLIA. A cúpula do PT está disposta a intensificar o debate ideológico sobre o papel da mídia na cobertura da campanha presidencial. Isso foi explicitado pelo presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, na primeira reunião da Executiva e do Diretório Nacional do partido este ano. Com a presença dos novos integrantes da cúpula petista, como José Dirceu, José Genoino (PT-SP) e outros mensaleiros, foram aprovadas resoluções para orientar a militância e coordenadores da campanha a travar uma batalha contra o que chamam de "aliança da oposição neoliberal com setores da mídia de direita conservadora".
O primeiro texto aprovado na reunião da Executiva, quinta-feira à noite, assinado por Dutra, era duro e tinha como objetivo principal responder às críticas à chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata petista à Presidência, no Fórum Democracia e Liberdade de Expressão, promovido esta semana pelo Instituto Millenium, em São Paulo. Foi também uma reação às denúncias envolvendo Dirceu no caso Eletronet, e à reportagem da "IstoÉ" sobre suposta participação do ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel no escândalo do mensalão do PT.
Texto falava em "guerra de extermínio" contra PT

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados