quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Nelson Jobim blefa quando fala em exonerar o General Santa Rosa


Os petistas e associados em geral na condução do povo brasileiro para o fundo do abismo geralmente arrotam seus embasamentos na sacrossanta constituição cidadã. Pois bem, que o beócio Nelson Jobim, arauto da idiossincrasia político-partidária nacional e do pacifismo internacional, almirante, brigadeiro, general ad-hoc, sismólogo, profeta de grandes catástrofes e benzedor-mór do lulo-petismo desta vez, para não contar outras, exorbitou e está propagando aos 4 cantos desta nação que exonerou o General Santa Rosa por ter este falado boas verdades, comparando a corja palaciana a fanáticos. Onde exorbitou Jobim? Pela Constituição de 1988 só quem tem poderes para exonerar Generais no âmbito das Forças Armadas é o presidente da República. Portanto, pelo inciso XIII do Artigo 84 da CF, compete privativamente ao chefe dos fanáticos:
"exercer o comando supremo das Forças Armadas, nomear os Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, promover seus oficiais-generais e nomeá-los para os cargos que lhes são privativos". O resto é falácia.

2 comentários:

  1. Será que Jobim vestiu aquela farda e subiu na cadeirinha de "ortoridade" para exonerar um general? Logo um general da ativa, que pode estar falando em nome da tropa?

    ResponderExcluir
  2. O capitão genérico é muito engraçado, ele não sabe a quem agradar, se a gregos ou a troianos.

    Quando a mesa virar ele logo vai se definir, ou se definhar. Vamos aguaradar, pois o general tem o apoio de milhões de brasileiros, e isso é sério.

    ResponderExcluir

Anônimos não serão publicados