quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Senado paga rescisões superfaturadas

Diario do Grande ABC
O Senado Federal pagou rescisões trabalhistas acima do devido para 128 servidores indicados politicamente, afirma reportagem publicada nesta quinta-feira pelo jornal Folha de S.Paulo. Ainda segundo o jornal, os dados constam de relatório da Secretaria de Controle Interno da Casa, que identificou um prejuízo de R$ 257 mil aos cofres públicos.
O secretario-geral do Senado, Haroldo Tajra, declarou que "tomou medidas urgentes" para reaver o dinheiro assim que foi informado sobre o assunto pela secretaria de Controle Interno.
O Senado informou há dois dias que pretende instalar em fevereiro o ponto eletrônico na Casa, como forma de controlar melhor seus custos com servidores. Essa forma de registro será utilizada tanto para os servidores de carreira como para os comissionados. A instalação foi determinada pelo primeiro-secretário da Casa, senador Heráclito Fortes (DEM-PI), depois que dados revelaram o aumento nas despesas com horas-extras em 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados