sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Relatório da PF indica propina para grupo de Sarney no Pará


Folha de S. Paulo 22/01/2010
Relatório da Polícia Federal, produzido durante a Operação Castelo de Areia, afirma que a empreiteira Camargo Corrêa acertou o pagamento de propina de pelo menos R$ 2,9 milhões ao PT e ao PMDB referente à obra da eclusa de Tucuruí, no Pará, citando como supostos beneficiários integrantes do grupo político do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), que controla o Ministério de Minas e Energia.
Fonte: http://congressoemfoco.com.br/noticia.asp?cod_canal=1&cod_publicacao=31561

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados