sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Comissão da Verdade de quem?

Eu gostaria que "todos" os excessos cometidos fossem colocados de público. A revisão da Anistia afetará muitos perdoados, como o assessor especial Marco Aurélio Garcia e outras pessoas próximas ao Lula, que foram assaltantes de banco, raptores, sequestradores, e assassinos.

Somente lembrando, um dos perdoados o ex-líder da ALN Carlos Eugênio Sarmento, que admitiu ter sido policial, promotor, juiz e carrasco, quando comandou a execução de Márcio Beck "porque o companheiro queria abandonar a guerrilha".

Quero ver aberta as ações da ALN orientada por Marighela, que pregava a revolução, sustentada pora ação. Difundindo a idéia de que sua revolução era a "acão violenta”:

(...) “ sendo nosso caminho o da violência, do radicalismo e do terrorismo, os que afluem à nossa organização não virão enganados, e sim, atraídos pela violência que nos caracteriza.” (...)

Nomes como Franklin Martins e Fernando Gabeira eram do MR8 Movimento Revolucionário 8 de Outubro, eram seqüestradores de diplomatas estrangeiros. A ação mais conhecida envolveu o embaixador americano Charles Elbrick.

Mas creio que chegou a hora de abrir tudo, e deixar que se tome conhecimento os excessos e as motivações de todas as partes envolvidas naquele conflito.

Foram muitas as vitimas inocentes naquele conflito, gente que nada tinha a ver com os militares ou a esquerda armada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados