quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Martin Luther King, Jr


O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons!

Augusto Nunes da Silva é jornalista,

por quatro vezes ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo

Augusto Nunes da Silva é jornalista,  por quatro vezes ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo
"Os que seguem contemplando calados o avanço dos fora-da-lei são tão velhacos quanto os que absolveram ostensivamente o bando do mensalão. A cumplicidade ativa não é mais grave que a omissão que endossa. O apoio explícito e o silêncio que consente são igualmente vergonhosos".

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Caixa 2 - Veremos muito disso em 2010


Fica fácil entender a origem do caixa 2. Sujeitas às leis fiscais, as empresas são levadas a encontrar caminhos para financiar os candidatos que lhes parecem ser úteis para seus municípios ou Estados. Mesmo com a ajuda da chamada "propaganda gratuita" no rádio e na TV, os partidos ficam na dependência desses grandes arranjos.

Não é fácil ser candidato a deputado federal num Estado grande ou populoso. Onde, para ir da capital a outra cidade, ele vai levar três dias de embarcação. Ou quatro horas de avião. Ou enfrentar 12 horas de estradas caindo aos pedaços. Daí a importância das telecomunicações. Daí a importância dos minutos de TV e de rádio. Daí essas coligações espúrias, feitas apenas para somar segundos.

Quem provoca caixa 2 é o nosso processo eleitoral! Só quem tem como manobrar caixa 2 faz maioria legislativa. Fica com os representantes do povo em suas rédeas. Faz o que bem entende com o Legislativo, com o orçamento e com a opinião pública.

Isso explica por que jamais será feita uma reforma política neste país. Os donos do poder não querem. Não interessa a eles. E essa história de o atual presidente dizer que enviou uma proposta ao Congresso é um escárnio! Ao contrário, Lula e o PT acabaram com a cláusula de barreira assim que puderam. Montaram um esquema de facilidades para infidelidades. Inventaram tortuosos caminhos para um tal de financiamento público, que é uma vergonha. E agora, quando o último mensalão foi praticado por políticos fora do PT, o chefão estufa o peito e acha que está na hora de tomar providências. Que providências? As que ele tomou com a sua gente? Tirando o autor da denúncia e o líder que foi apanhado com a boca na botija, quem sofreu alguma coisa?

Conversa de cara de pau querendo enganar cara de anjo. Ou vice-versa...

Sandra Cavalcanti, professora, jornalista, foi deputada federal
constituinte, secretária de Serviços Sociais no governo Carlos Lacerda, fundou e presidiu o BNH no governo Castelo Branco. E-mail: sandra_c@ig.com.br

sábado, 26 de dezembro de 2009

ORAÇÃO FEITA NA ABERTURA DO SENADO USA

Quando pediram para o ministro Joe Wright abrir a nova sessão do Senado de Kansas, todos estavam esperando o tradicional discurso, mas isso foi o que eles ouviram:

Pai celeste, nós estamos diante de Ti hoje para pedir Teu perdão e para buscar Tua direção e liderança..
Nós sabemos que Tua palavra diz, 'Cuidado com aqueles que chamam o mal de bem,' mas isto é exatamente o que temos feito.
Nós perdemos nosso equilíbrio espiritual e revertemos nossos valores.
Nós exploramos os pobres e chamamos isso de loteria.
Nós recompensamos preguiça e chamamos isso de bem-estar.
Nós cometemos aborto e chamamos isso de escolha.
Nós matamos os que são a favor do aborto e chamamos de justificável.
Nós negligenciamos a disciplina de nossos filhos e chamamos isso de construção de auto-estima.
Nós abusamos do poder e chamamos isso de política.
Nós invejamos as coisas dos outros e chamamos isso de ambição.
Nós poluímos o ar com coisas profanas e pornografia e chamamos
isso de liberdade de expressão.
Nós ridicularizamos os valores dos nossos antepassados e chamamos isso de iluminismo.
Sonda-nos, oh, Deus, e conhece os nossos corações hoje; limpa-nos de todo pecado e nos liberta.
Amém!'
Leia o post completo: http://politikando.ning.com

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

MANDE UM RECADO AOS PARLAMENTARES!

Depois de um ano e meio de coleta de assinaturas para o envio ao Congresso do Projeto de Lei de iniciativa popular sobre a vida pregressa dos candidatos, chegou a hora de todos e todas lutarem, junto com o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) pela aprovação do PL na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

Além do acompanhamento que o MCCE fará de perto da tramitação do Projeto de Lei no Congresso, é importante que a sociedade continue atenta e prestando o mesmo o apoio que vem dando à Campanha Ficha Limpa desde o início. Para isso, qualquer pessoa pode, pro exemplo, procurar seu deputado federal ou senador e solicitar o apoio do parlamentar ao Projeto de Lei.

Em um momento decisivo para que a proposta já assinada por 1,3 milhão de brasileiros e brasileiras seja aprovada e traga mudanças importantes para o cenário eleitoral do país, é importante que não deixemos o tema sair de discussão.

VEJA, A SEGUIR, COMO ENVIAR UMA MENSAGEM

No site da Câmara dos Deputados, acesse o link http://www2.camara.gov.br/canalinteracao/faledeputado para enviar mensagens de apoio ao Projeto de Lei aTODOS os parlamentares e continuar acompanhando todas as notícias sobre o PL. Pronto, assim você já contribuiu para a aprovação do Projeto!

SUGESTÃO DE MENSAGEM:
Essa mensagem é uma sugestão do MCCE que todos/as podem utilizar. Lembrem-se de colocar sua assinatura ao final. Apesar disso, qualquer pessoa tem a opção de redigir seu próprio texto e enviar pelo mesmo procedimento.


Prezado(a) Parlamentar,

Como cidadão e participante ativo da vida política de nosso País e integrando-me ao clamor dos 1.300.000 cidadãos que assinaram em apoio ao Projeto de Lei de Iniciativa Popular sobre a Vida Pregressa dos Candidatos, projeto este que vai tramitar sob o nº. 518/09 na Câmara Federal, venho solicitar-lhe que V. Exa. faça a sua parte na busca de uma célere tramitação e a devida aprovação deste Projeto, que estabelece objetivamente critérios de inelegibilidade, com o intuito de moralizar o processo eleitoral e restabelecer a importância e seriedade das instituições políticas de nosso País.

Este Projeto, fruto da mobilização popular, espelha, como já dissemos, o clamor e o anseio do povo brasileiro, do qual V. Exa. é representante.

Cert@ de podermos contar com sua nobre representação - assim cumprindo a missão para a qual V. Exa. foi eleito(a) -, despeço-me.

Atenciosamente,

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

A Verdade deve ser dita

FONTE: http://brasillivreedemocrata.blogspot.com/2009/12/verdade-deve-ser-dita.html


A Verdade deve ser dita.


“Minha querida Inês, eu só queria te dizer uma coisa: valeu a pena cada gesto que vocês fizeram. Cada choque que vocês tomaram, cada apertão que vocês tiveram, valeu a pena porque nós aprendemos”.“E, na medida em que a gente aprende, a gente garante que não haverá mais retrocesso neste país e isso nós devemos a vocês que lutaram por nós.” Lula ontem durantecerimônia de condecoração de Inês Etienne Romeu ex integrante do grupo terrorista Vanguarda PopularRevolucionária.
.
A primeira verdade que dever ser dita é que a Vanguarda Popular Revolucionária nunca lutou para implantar no Brasil uma democracia. Sempre lutou pela implantação no Brasil da ditadura do proletariado, nos moldes de Cuba e da Extinta União soviética.
.
A segunda verdade que tem que ser dita é que a Vanguarda Popular Revolucionária nunca lutou por nós. Sempre fez parte de mais uma das batalhas da Guerra Fria que buscava implantar no maior número de países possível, a hegemonia do estado Soviético. Lutava sim pelo regime socialista soviético e não por nós.
.
A terceira coisa a ser dita é que a tortura, os choqueselétricos e os apertões nunca valem a pena. O que vale a pena é a liberdade de expressão e de imprensa, é o Estado Democrático de Direito, é a Democracia. Não se aprende nada com a ditadura e o socialismo.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Opinião - Aposentado bem Informado

Os aposentados e seus familiares/amigos, representam 25 milhões de eleitores e terão a chance, em 2010, de apresentar ao “governo e seus apaniguados”, um Pt.saudações.

SOS - Ficha Limpa

Alerta aos blogueiros e cidadãos de bem!


Amigos, este blog desde sua concepção se dedica a fazer clipping que denuncie políticos corruptos e os corruptores, e se dispõe a manter viva na memória dos leitores todo o cinismo corporativista de nossos congressistas, que está perpetuando naquelas casas os corruptos denunciados, fazendo com que toda CPI termine em pizza. Temos também as renuncias de parlamentares que assim fogem da impunidade para poderem permanecer elegíveis.

Não vamos conseguir limpar o congresso destes canalhas porque:

  • Nossas leis falham, por não impedir que essa gente se candidate.
  • Os partidos continuam colocando estes bandidos para serem sufragados em detrimento de “caras novas”.
  • Os canalhas legislam em causa própria e não aprovam lei que impeça a reeleição de condenados e renunciantes.

Resta o horror de ver isto continuar acontecendo?

Resta a indignação de ver que não existe limite para estes canalhas?

NÃO!

Amigos hoje a corrupção não é privilégio de nenhum partido, vocês estão vendo isso nos noticiários, envolve partidos governistas, da base aliada e da oposição, quando escândalos, como o das Passagens Aéreas explodem eles se unem e se protegem.

Some-se a isso:

  • Mensalões,
  • escândalos variados,
  • shows de apadrinhamento,
  • nepotismo e
  • malversação generalizada de dinheiro público.

Tudo isso em um cenário em que a ética poucas vezes esteve em nível tão baixo e com o governo federal praticando fisiologismo para obter apoio político.

O cidadão de bem tem uma saída!

Temos que mudar a lei para podermos limpar a política e pra isso temos um projeto popular, respaldado por mais de 1,3 milhões de assinaturas, com o objetivo de barrar a entrada na política, ou impedir a reeleição, dos chamados “Fichas Suja”,

Projeto de Lei (PL) 518/09 entregue ao Presidente da Câmara, Sr. Michel Temer, na porta da Câmara dos Deputados no dia 30/09/2009.

Foi engavetado e lá vai permanecer se não houver participação popular.

O mais difícil foi feito! Porque não foi fácil ao MCCE coletar 1,3 milhões de assinaturas!

Agora temos que batalhar pra que os canalhas o tirem da gaveta e aprovem.

Temos que mostrar aos congressistas o que queremos!

Acreditem, alem de barrar a entrada de fichas sujas vamos limpar 1/3 do atual congresso!

O que podemos fazer?

Podemos enviar recados (emails) aos parlamentares.

VEJA, A SEGUIR, COMO ENVIAR UMA MENSAGEM

No site da Câmara dos Deputados, acesse o link http://www2.camara.gov.br/canalinteracao/faledeputado para enviar mensagens de apoio ao Projeto de Lei a TODOS os parlamentares e continuar acompanhando todas as notícias sobre o PL. Pronto, assim você já contribuiu para a aprovação do Projeto!

SUGESTÃO DE MENSAGEM:

Prezado(a) Parlamentar,
Como cidadão e participante ativo da vida política de nosso País e integrando-me ao clamor dos 1.300.000 cidadãos que assinaram em apoio ao Projeto de Lei de Iniciativa Popular sobre a Vida Pregressa dos Candidatos, projeto este que vai tramitar sob o nº. 518/09 na Câmara Federal, venho solicitar-lhe que V. Exa. faça a sua parte na busca de uma célere tramitação e a devida aprovação deste Projeto, que estabelece objetivamente critérios de inelegibilidade, com o intuito de moralizar o processo eleitoral e restabelecer a importância e seriedade das instituições políticas de nosso País.
Este Projeto, fruto da mobilização popular, espelha, como já dissemos, o clamor e o anseio do povo brasileiro, do qual V. Exa. é representante.
Certo de podermos contar com sua nobre representação - assim cumprindo a missão para a qual V. Exa. foi eleito(a) -, despeço-me.
Atenciosamente,

Para Blogueiros políticos:

Na “Rede Bravas Gentes Brasileiras” são (hoje) 146 membros, e hoje temos uma capacidade inimaginável de multiplicar nossa ação.

Aqueles que não se filiaram a rede estão convidados a se juntar a nós (http://bravagentebrasileira.ning.com). Esta rede foi criada pela nossa colega e amiga Thaís Gomes com o apoio do Laguardia. A Thais criou também um Twitter >>>> http://twitter.com/bravagenteb pra que possamos nos comunicar com mais velocidade e a qualquer tempo.

Através da rede poderemos sincronizar nossos blogs para divulgar e massificar a campanha.

Estudamos esta campanha e concluímos que seria interessante se pudéssemos sincronizar uma data e “literalmente entupir a caixa de email dos excelências”. Optamos pelo 1/2/2010, primeiro dia útil de trabalho(?) dos vagabundos do planalto, para o envio da primeira onda. Primeiro de fevereiro seria a primeira onda, precisamos marcar outras datas para outras ondas.

Se repercutir conseguiremos mais adesões para as ondas seguintes.

Pra que a gente consiga esta sincronia teremos muito trabalho, e vamos precisar de colaboração de todos, mas vamos mostrar aos excelências que somos capazes de mobilizar um grande número de brasileiros.

Vamos criar um TSUNAMI DE EMAILS

O PL 518/09 precisa ser aprovado até junho de 2010.

Vamos divulgar nossa ação através dos sites do MCCE e do MCCE São Paulo.

Conto com o entusiasmo e acredito que você será uma daqueles pilares em quem poderemos nos apoiar pra que a idéia seja bem sucedida.

Um abraço a todos os IRMÃOS DE ARMAS.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

CPI da Petrobras aprova relatório apresentado pelo senador Collor

18.12.2009 | 08h09 - Estadão

Senador Fernando Collor pediu vistas do documento - que seria votado na última terça-feira - para que fosse apreciado com maior cautela


A Comissão parlamentar de Inquérito (CPI) que investigou irregularidades na Petrobras, aprovou na manhã desta quinta-feira (17/12) o relatório final do senador Romero Jucá (PMDB-RR) acatando todas as sugestões apresentadas pelo senador Fernando Collor (PTB-AL) ao texto. Na última terça-feira foi convocada uma reunião para a votação do relatório, mas o senador Collor pediu vistas impedindo que os trabalhos fossem concluídos naquela data.
Pelo nipe dos senadores da pra acreditar que houve lisura corporativista?

Zé Dirceu imprescindível? Isso é deboche!

Fonte: http://pontoetvirgula.blogspot.com/

Autor: AIRTON LEITÃO
Deve ser algum tipo de deboche. No dia em que o presidente Lula anuncia o envio ao Congresso de projeto de lei que tem por objetivo considerar a corrupção como crime hediondo, vê-se estampada na imprensa, na festa de 30 anos de fundação do Partido dos Trabalhadores (PT), foto do presidente do partido e da candidata do Planalto à sucessão presidencial ao lado de José Dirceu, que está sendo processado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) como integrante de quadrilha que operava o Mensalão do PT, descoberto em 2005, para garantir votação favorável dos projetos do Governo;

Mas o deboche fica mais configurado com a afirmação dos petistas, em especial Dilma Rousseff, de que José Dirceu é imprescindível ao PT. Como assim? O mesmo cidadão todo poderoso que foi afastado do Governo e que teve seu mandato de deputado federal cassado, mesmo respondendo a processo no STF é imprescindível e já age com autêntico coordenador da campanha de Dilma à sucessão de Lula? Na foto, os três parecem estar rindo do povo;

Em plena repercussão do show de recebimento de propinas por integrantes do Governo do Distrito Federal (GDF), cujo titular é José Roberto Arruda, do DEM, a iniciativa de Lula é por demais oportunista, pois leva a população a acreditar que o tal projeto é para punir os integrantes da administração integrada por membros de um partido de oposição a Lula. Quatro anos depois, é certo que a maioria da população já não se lembra doMensalão do PT, mas a memória está bem clara com o atual do DEM e com o recente indiciamento de Eduardo Azeredo, do PSDB;

Estranho é que exatamente no fim de seu mandato tenha a iniciativa de mandar para o Congresso projeto anticorrupção, além do fato de que já tramitam nas duas casas legislativas cerca de 70 projetos tratando do assunto sem que os parlamentares os faça sair das gavetas em que se encontram. Isso reforça a tese de oportunismo de Lula, como que querendo mostrar as falcatruas dos futuros adversários de Dilma, mas se comportando como o macaco preocupado com o rabo da cotia e esquecendo-se do seu próprio;

É hora da opinião pública se mobilizar para criar embaraços àqueles que praticam todos os tipos de atos condenáveis, mas que estão sendo sempre sendo agraciados com mandatos populares e a consequente imunidade para serem processados. O Projeto Ficha Limpa, de iniciativa de cerca de um milhão e meio de subscritores, precisa ser votado o quando antes, pois se tornando lei vai afastar do meio políticos tais maus elementos, sejam eles do PT, PSDB, DEM ou quaisquer outros partidos.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Um pouco de humor

O sujeito se chama Marc Faber, é norte-americano, é Analista de Investimentos e empresário.
Em junho de 2008, quando o Governo Bush estudava lançar um projeto de ajuda à economia americana, Marc Faber encerrava seu boletim mensal com um comentário bem humorado:
"O Governo Federal está concedendo a cada um de nós uma bolsa de U$ 600,00."
Se gastarmos esse dinheiro no supermercado Walt-Mart, esse dinheiro vai para a China.
Se gastarmos com gasolina, vai para os árabes.
Se comprarmos um computador, vai para a Índia.
Se comprarmos frutas e vegetais, irá para o México, Honduras e Guatemala.
Se comprarmos um bom carro, irá para a Alemanha ou Japão.
Se comprarmos bugigangas, irá para Taiwan...
E nenhum centavo desse dinheiro ajudará a economia americana.
O único meio de manter esse dinheiro na América é gastá-lo com prostitutas e cerveja, considerando que são os únicos bens ainda produzidos por aqui.
Estou fazendo a minha parte...

- Resposta de um brasileiro igualmente bem humorado:
"Realmente a situação dos americanos parece cada vez pior." Lamento informar que, depois desse seu e-mail, a Budweiser foi comprada pela brasileira AmBev... portanto, restaram apenas as prostitutas.
Porém, se elas (as prostitutas) repassarem parte da verba para seus filhos, o dinheiro virá para Brasília, onde existe a maior concentração de filhos da puta do mundo.
Colaboração do meu amigo Mário César Pedro

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

A serviço da impunidade

Correio Braziliense (DF) - 16/12/2009 - Izabelle Torres
O ano na Câmara dos Deputados terminará com um saldo positivo para os parlamentares suspeitos de corrupção e alvos de processos na Corregedoria da Casa. Apesar das dezenas de
escândalos sobre mau uso do dinheiro público que assombraram os contribuintes, a lista da impunidade é longa. De pouco mais de 30 procedimentos abertos pelo corregedor Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA) em 2009, apenas dois recomendaram a cassação dos colegas. Nenhum resultou em punições.
Outros dois foram arquivados pela Mesa Diretora por recomendação da Corregedoria. Além disso, pelos menos dois processos estão parados nas comissões de sindicância criadas para apurar as denúncias.
Ao quadro de atos ilegais sem punições ainda se somam cerca de duas dezenas de processos que investigam supostas irregularidades na aplicação da verba indenizatória por parlamentares e o envolvimento das excelências em fraudes com as cotas de passagens aéreas. Denúncias cuja investigação ficaram para o próximo ano. Um dos dois casos em que o corregedor recomendou a perda de mandato de um colega esbarra na artimanha de outro deputado para a protelação. Acusado de embolsar os salários de servidores fantasmas do seu gabinete, o deputado Paulo Roberto Pereira (PTB-RS) perdeu a batalha na Corregedoria, mas ganhou o apoio do quarto-secretário da Casa, Nelson Marquezelli (PTB-SP).
Leia a reportagem completa: http://www.deunojornal.org.br/materia.asp?mat=284485
O corporativismo impera? Ficha Limpa neles!
Vamos limpar o congresso!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

A turma do mal esta pelo congresso

O sistema político atual permitiu que acusados de corrupção infestassem o Congresso

Ele permite que participantes de crimes se elejam e reelejam, assim como não impõe dificuldade para que figuras folclóricas, como o costureiro Clodovil, tomem assento no Congresso. Entre os eleitos, há sete mensaleiros, cinco sanguessugas e envolvidos em escândalos diversos, como o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci, acusado de corrupção e de quebrar o sigilo bancário do caseiro que o denunciou. Eles voltam ao Congresso porque a legislação é indulgente com os ilícitos cometidos por políticos, conferindo-lhes foro privilegiado e saídas para escapar à punição. Para não falar do espírito corporativo dos parlamentares. Na última legislatura, a Câmara absolveu onze deputados flagrados no mensalão. Os analistas recomendam que se endureça a legislação eleitoral, para que os envolvidos em crimes sejam proibidos de se candidatar. Defendem, ainda, a adoção do voto distrital, em que as listas de postulantes são circunscritas a pequenas regiões, o que diminui a chance de candidatura de figuras suspeitas e bizarras e estreita o vínculo do eleitor com o político eleito. Seja qual for a fórmula, é preciso encontrar alguma para impedir que senhores como os destas páginas integrem o Congresso.


Lindomar Cruz


JOSÉ GENOÍNO

Deputado (PT-SP)

Acusações – Ser um dos chefes do mensalão e avalizar os empréstimos fajutos do lobista Marcos Valério para o PT.



Agência Estado


VALDEMAR COSTA NETO

Deputado (PL-SP)

Acusações – Chefiar o mensalão no PL, desviar dinheiro da prefeitura de Mogi das Cruzes e tentar comprar votos durante a última eleição.



Celso Junior/AE


JOÃO PAULO CUNHA

Deputado (PT-SP)

Acusações – Integrar a quadrilha dos mensaleiros e receber 50 000 reais do valerioduto.



Dida Sampaio/AE


JOSÉ MENTOR

Deputado (PT-SP)

Acusações – Participar do mensalão e receber 300 000 reais de um doleiro em 2004, em troca da exclusão do nome do meliante do relatório da CPI do Banestado.



Evaristo Sa/AFP


ANTONIO PALOCCI

Deputado (PT-SP)

Acusações – Desviar recursos públicos destinados à coleta de lixo de Ribeirão Preto no período em que foi prefeito. Ordenar a quebra ilegal do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa.



J.F.Diorio/AE


PAULO MALUF

Deputado (PP-SP)

Acusações – Desviar recursos de obras públicas durante sua gestão como prefeito de São Paulo (1993-1996) e enviar ilegalmente o dinheiro roubado para contas no exterior.



Bruno Stuckert/Obritonews


JADER BARBALHO

Deputado (PMDB-PA)

Acusações – Desviar dinheiro do Banco do Estado do Pará, da Sudam e da reforma agrária.




Valter Campanato/ABR


FERNANDO COLLOR

Senador (PRTB-AL)

Acusações – Ser o principal beneficiário do esquema de corrupção montado pelo empresário PC Farias, o que o levou a deixar a Presidência da República.



Lindomar Cruz/ABR


PEDRO HENRY

Deputado (PP-MT)

Acusações – Receber e distribuir mensalão no PP e participar da máfia dos sanguessugas.


2 - Mensalão - Todos os homens do Lula

São 40 os ladrões de dinheiro público que estavam encastelados no governo do PT.
A cúpula do PT formou uma "sofisticada organização criminosa", que se especializou em "desviar dinheiro público e comprar apoio político", com o objetivo de "garantir a continuidade do projeto de poder" do PT.

Abaixo a lista dos 40 e os crimes que foram acusados:

Os Petistas

José Dirceu – deputado cassado do PT e ex-ministro da Casa Civil
Formação de quadrilha, peculato e corrupção ativa

José Genoino – deputado federal do PT-SP e ex-presidente do partido
Formação de quadrilha, peculato e corrupção ativa

Delúbio Soares – ex-tesoureiro do PT
Formação de quadrilha, peculato e corrupção ativa

Silvio Pereira – ex-secretário-geral do PT
Formação de quadrilha, peculato e corrupção ativa

João Paulo Cunha – deputado federal do PT-SP
Corrupção passiva, lavagem de dinheiro, peculato

Luiz Gushiken - Ex-ministro da secretaria de Comunicação e Gestão Estratégica e quadro do PT
Peculato

Henrique Pizzolato – Ex-diretor do Banco do Brasil e membro do PT
Pecultado, corrupção passiva, lavagem de dinheiro

Paulo Roberto Galvão da Rocha – Deputado federal (PT-PA)
Lavagem de dinheiro

Anita Leocádia – Ex-assessora de Paulo Rocha;
Lavagem de dinheiro

Professor Luizinho – Ex-deputado (PT-SP)
Lavagem de dinheiro

João Magno – Ex-deputado (PT-MG)
Lavagem de dinheiro

Os Empresários

Marcos Valério de Souza – empresário e publicitário
Formação de quadrilha, peculato, corrupção ativa, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro, evasão de divisas

Ramon Hollerbach – ex-sócio de Marcos Valério
Formação de quadrilha, peculato, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, evasão de divisas

Cristiano de Mello Paz – ex-sócio de Marcos Valério;
Formação de quadrilha, peculato, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, evasão de divisas

Rogério Tolentino – Advogado e ex-sócio de Marcos Alérios
Formação de quadrilha, peculato, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, evasão de divisas

Simone Vasconcelos – Ex-gerente da SMP&B, uma das agências de Valério
Formação de quadrilha, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, evasão de divisas

Geiza Dias dos Santos – Funcionária da SMP&B
Formação de quadrilha, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, evasão de divisas

Kátia Rabello - Presidente do Banco Rural
Formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, gestão fraudulenta

José Roberto Salgado – Diretor do Banco Rural
Formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, gestão fraudulenta

Vinícius Samarane – Diretor do Banco Rural
Formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, gestão fraudulenta

Ayanna Tenório Tôrres de Jesus – Diretora do Banco Rural
Formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, gestão fraudulenta

Os Doleiros

Enivaldo Quadrado – Doleiro, sócio da corretora Bônus-Banval
Formação de quadrilha, lavagem de dinheiro

Breno Fishberg - Doleiro, sócio da corretora Bônus-Banval
Formação de quadrilha, lavagem de dinheiro

Carlos Alberto Quaglia – Doleiro, acusado de operar com a Bônus-Banval
Formação de quadrilha, lavagem de dinheiro

Outros Políticos

Pedro Corrêa – Deputado cassado (PP-PE)
Formação de quadrilha, corrupção passiva, lavagem de dinheiro

José Janene – Ex-deputado (PP-PR)
Formação de quadrilha, corrupção passiva, lavagem de dinheiro

Pedro Henry – Ex-deputado (PP-MT)
Formação de quadrilha, corrupção passiva, lavagem de dinheiro

João Cláudio Genu – Ex-assessor do PP na Câmara
Formação de quadrilha, corrupção passiva, lavagem de dinheiro

Valdemar Costa Neto – Deputado federal do PR-SP
Formação de quadrilha, corrupção passiva, lavagem de dinheiro

Jacinto Lamas – Ex-tesoureiro do PL (hoje PR)
Formação de quadrilha, corrupção passiva, lavagem de dinheiro

Antônio Lamas – Ex-assessor da liderança do PR
Formação de quadrilha, lavagem de dinheiro

Bispo Rodrigues – Ex-deputado do PR-RJ
Corrupção passiva, lavagem de dinheiro

Roberto Jefferson – Deputado cassado do PTB-RJ
Corrupção passiva, lavagem de dinheiro

Emerson Eloy Palmieri – Tesoureiro do PTB
Corrupção passiva, lavagem de dinheiro

Romeu Queiroz – Ex-deputado (PTB-MG)
Corrupção passiva, lavagem de dinheiro

José Rodrigues Borba – Ex-deputado (PMDB-PR)
Corrupção passiva, lavagem de dinheiro

Anderson Adauto – Ex-ministro dos Transportes
Corrupção ativa, lavagem de dinheiro

José Luiz Alvez – Ex-chefe de gabinete de Anderson Adauto
Lavagem de dinheiro

O Publicitário

Duda Mendonça – Dono de agência de publicidade
Lavagem de dinheiro, evasão de divisas

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

1 - Mensalão, não podemos esquecer!

Mensalão
O maior escândalo no governo Lula. Vamos lembrar, o empresário recebia muito dinheiro do governo e distribuía a aliados desse mesmo governo; deputados com malas cheias e repartindo o dinheiro em quartos de hotel; publicitário confessando que recebeu pagamento do PT originado de caixa dois em conta no exterior.
E na chefia desta organização criminosa o ainda impune José Dirceu, o grande homem do presidente.

Lula o beneficiário
A questão é: sabia e era conivente ou não sabia e era um presidente apalermado?
O certo é que em suas barbas seus amigos planejavam os assaltos ao dinheiro público.
Mas o esquema forma a imagem do beneficiário de tudo: o Lula

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

STF DEFENDE A CENSURA

Lucia Hippolito na CBN hoje - http://oglobo.globo.com/pais/noblat/luciahippolito/
É inacreditável! É estarrecedor!
O Supremo Tribunal Federal, a Suprema Corte do nosso país, o guardião da Constituição
brasileira e dos direitos dos cidadãos, acaba de legitimar um dos atos mais odientos e repugnantes na vida de povos que se pretendem civilizados.
Declara textualmente o § 2º do Art. 220 da Constituição brasileira: “É
vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.”
De novo, para a gente não esquecer: “É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.”
Pois os “Supremos” sapatearam sobre a Constituição brasileira e
legitimaram a censura à imprensa.
Por seis votos a três, os meritíssimos mantiveram a censura ao jornal “O Estado de São Paulo”.
Não se trata aqui de defender este ou aquele jornal. Como dizia Thomas Jefferson, um dos pais fundadores da democracia americana e terceiro presidente do Estados Unidos, “a lei determina que a imprensa deve ser livre, não que deva ser boa”.
Quem decide se é boa ou não é o cidadão.
Thomas Jefferson é autor, também, de outra reflexão crucial para a
democracia. Disse ele: “se eu tiver que escolher entre um governo sem jornais e jornais sem um governo, eu não hesitaria em escolher a última fórmula, isto é, jornais sem um governo”.
É irrelevante julgar os atores desse processo. O jornal “O Estado de São Paulo” foi censurado porque um juiz amigo da famiglia Sarney proibiu a publicação daqueles áudios deliciosos em que o filho de Sarney contava como a família exerce seu poder privatizando todos os espaços públicos ao seu alcance, desde um bem do Patrimônio Histórico, como o Convento das Mercês, transformado em mausoléu do patriarca, José Sarney, passando pelo Senado Federal, onde foram empregados aliados, cabos eleitorais, apaniguados, asseclas, netos, cunhadas, agregados da família, namorados de netas, filhos fora do casamento, amantes et caterva.
Tivemos que viver mais de 24 anos de democracia para assistir à cena de hoje: seis ministros da Suprema Corte do país apoiando a censura.
É importante registrar aqui os votos dos ministros do Supremo. A favor da liberdade de imprensa, dos cidadãos, da democracia e da Constituição brasileira, votaram os ministros Carlos Ayres Britto, Celso de Mello e Carmen Lúcia.
A favor da censura, contra os direitos dos cidadãos, contra a democracia e pelo desprezo à Constituição de 88 votaram os ministros Gilmar Mendes, Cezar Peluso, Eros Grau, Ellen Gracie, Ricardo Lewandowski e José Dias Toffoli.
A morte da liberdade sempre começa com a censura à imprensa.

Palhaços protestam e dizem que corrupção não é palhaçada

GABRIELA GUERREIRO - da Folha Online, em Brasília
Em meio ao escândalo do mensalão do DEM no
Distrito Federal, palhaços reunidos nesta quinta-feira em seminário na Câmara dos Deputados protestaram contra a comparação do episódio a uma "palhaçada" dos políticos suspeitos de envolvimento no caso. Os palhaços dizem que as "palhaçadas" provocadas pela categoria rimam com alegria, não com atos de corrupção cometidos por políticos brasileiros.

"Corrupção não tem graça nenhuma. A própria palavra corrupção não rima com alegria. Tem que botar esses caras na cadeia. Ladrão não é palhaço, é ladrão e tem que estar preso. Ainda tem quem coloque um nariz de palhaço e vai protestar, isso me entristece porque nós somos uma profissão séria que tem que ser respeitada", disse o palhaço Plim-Plim.

Plim-Plim, que sem fantasia é José Carlos Santos, disse que as denúncias contra o governador do DF, José Roberto Arruda (DEM), não devem ser classificadas de "palhaçada", mas sim de "fuleragem". O palhaço afirmam que há "banalização" da categoria ao se comparar artistas com políticos corruptos.

Enfim, a verdade

De nosso irmão de armas Prof. Luiz Carlos Ferreira
Publicado no Brava Gente Brasileira
http://bravagentebrasileira.ning.com/profiles/blogs/enfim-a-verdade
“Eu quero tirar o povo da merda em que ele se encontra”, ao fazer esta declaração toda FARSA do governo do “CARA” veio à tona, uma vez que o grande discurso até agora era de que a vida dos brasileiros tinha mudado para melhor nos últimos sete anos. Como a vida de quem está na MERDA pode estar melhor? Como nunca desceu do palanque eleitoral, o filho do Brasil “não sabe” que parte desta merda em que o povo está foi produzida nos intestinos fétidos do governo PeTralha.

Dinheiro público está sendo usado neste país para convencer a população que o bolo alimentar não digerido em que ela se encontra foi produzido antes da era etílica do planalto, enquanto nosso governante latrineiro está fazendo o maior esforço para dar descarga no que ainda resta de dignidade em nossa população.

SENHOR MENSALEIRO, gostaria de dizer que minha vida não é uma merda, mas infelizmente o governo do meu país sim. Não é possível que a vida do povo desta grandiosa nação seja reduzida a excremento e ainda assim se aplauda quem o produziu.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

SOS - Ficha Limpa (Noticias)

GABRIELA GUERREIRO - da Folha Online , em Brasília
Movimento entrega à Câmara mais 200 mil assinaturas em defesa de projeto que barra ficha suja
Depois da Câmara adiar para 2010 a votação do projeto que impede a candidatura de políticos "ficha-suja", o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral entregou nesta quarta-feira ao presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), mais 200 mil assinaturas em apoio ao projeto popular que estabelece a "ficha limpa" para os candidatos. Integrantes do movimento lamentaram o adiamento da votação da proposta uma vez que defendiam mudanças nas regras eleitorais já na disputa de 2010.
"Esse ano nós estamos precisando do voto deles. Ano que vem são eles [deputados] que vão precisar dos nossos. Aí será a oportunidade de separar o joio do trigo", disse a diretora do movimento, Jovita Rosa.
O ato na Câmara foi realizado hoje, no Dia Internacional de Combate à Corrupção, para chamar a atenção dos deputados em favor do projeto de iniciativa popular. O movimento reuniu 1,3 milhão de assinaturas favoráveis à proposta. Pela legislação brasileira, projetos de iniciativa popular só podem ser encaminhados ao Congresso com a adesão mínima de 1% da população brasileira --o que equivale ao mínimo de 1,3 milhão de assinaturas.
O movimento contabiliza hoje 1,5 milhão de assinaturas
Vamos continuar enviando emails aos deputados, não podemos deixar este sonho morrer na praia

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

SOS - Ficha Limpa (Notícias)

Amigos vejam isto:
08/12/2009 - GABRIELA GUERREIRO da Folha Online, em Brasília
Projetos do pré-sal devem adiar votação da proposta sobre candidatos com "ficha suja"
Em meio à pressão popular para a votação do projeto que proíbe a candidatura de políticos com "ficha suja" nas eleições, a Câmara caminha para deixar para o ano que vem a discussão da proposta. Apesar das recentes denúncias de corrupção no governo do Distrito Federal, os deputados admitem nos bastidores que não haverá tempo para a votação da matéria porque a Casa vai priorizar no final deste ano a votação dos projetos do pré-sal.
(Reportagem completa: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u663484.shtml)
"NÓS JÁ SABEMOS O QUE DEVEMOS FAZER, NÃO PODEMOS DEIXAR O MCCE NA MÃO"
Vamos continuar enviando emails aos deputados, não podemos deixar este sonho morrer na praia

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Escândalos em Brasília - por Arnaldo Jabor

Amigos ouvintes eu tenho que confessar que estou fascinado por estes escândalos em Brasília do governo do Arruda, ta tudo filmado com som e imagem boa, os políticos e chefes do governo estão recebendo grana ao vivo e em cores. Gente! É tudo tão rico que falar apenas que vergonha ou que horror não bastam, há uma estranha beleza nisso tudo, a beleza do diabo, a beleza da roubalheira. Nós temos que analisar a estética do roubo, da cumbuca, da mão grande, os atores estão bem, na hora de pegar a bufunfa estão cordiais e alegres, depois quando são flagrados eles mentem bem, não são canastrões, a mentira deles é calma, digna, não há rubor nem lágrimas, antigamente o roubo era mais discreto, até que um famoso corrupto paulista cunhou a frase celebre "dez por cento é pra garçom", ai tudo mudou, o vice-governador Paulo Otavio de Brasília é acusado por um empresário de querer 30%, mas que esganação, não é? Antes nós tínhamos a mala preta de dólares, depois vem a cueca, agora o cara enchendo as meias e dizendo: botei o dinheiro nas meias, porque não tenho mala preta. Eu acho que na cueca e meias é mais quentinho, é sexualmente mais excitante, dá tesão, e as desculpas deles heim? Como no mensalão "Ah, é tudo dinheiro de campanha", mas o Oscar da patranha, da mentira vai para o cara que falou que o dinheiro vai para comprar panetones, para criancnhas pobres, e é maravilhoso sabermos que neste momento há dezenas de políticos de todos os partidos ouvindo o que estou falando e roubando sem parar, eles sabem que a justiça é cega e paralítica e usarão o "não, eu não fiz, eu não sei de nada", e contam também com a máxima inesquecível do presidente do senado "o silencio, a paciência e o tempo”.

...máxima inesquecível do presidente do senado "o silencio, a paciência e o tempo”.


Se gritar pega ladrão não sobra um meu irmão

FLAGRANTES DA VIDA REAL!
Nos EUA fabricaram uma máquina que pega ladrões.
Testaram em New York, em 5 minutos a máquina apanhou 1500 ladrões.
Levaram para a China, em 3 minutos a máquina apanhou 3500.
Na África do Sul, em 2 minutos a máquina apanhou 6000 ladrões,
Trouxeram para Brasília.
Em 1 minuto, ROUBARAM a MÁQUINA !!!
Estes são os políticos brasileiros

Tem cara de caixa dois


A cena do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), recebendo um maço de dinheiro em plena campanha eleitoral, em 2006, é um forte indício da prática do crime de caixa dois - ou seja, o uso de dinheiro não declarado à Justiça Eleitoral. A avaliação é de dois ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE): o presidente, Carlos Ayres Britto, e um dos ministros substitutos, Marco Aurélio Mello, que em 2010 assumirá uma cadeira de titular na Corte. Ambos também integram o Supremo Tribunal Federal (STF). A defesa de Arruda alega que era doação de campanha. Ayres Britto lembrou que a Lei Eleitoral não permite doações em dinheiro vivo.
"Haja panetone!", reage Ayres Britto
Fim de ano esta chegando, vamos engolir!

ENTENDENDO O 9 DE JULHO

ENTENDENDO O 9 DE JULHO por Ivan César Belentani Capitão da Polícia Militar do Estado de São Paulo. O dia 9 de julho se tornou feriado n...