quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Relator aceita denúncia contra crime de peculato no caso do "mensalão mineiro"


04/11/2009 - Claudia Andrade do UOL Notícias em Brasília
Relator aceita denúncia contra crime de peculato no caso do "mensalão mineiro"; sessão é adiada
O STF (Supremo Tribunal Federal) suspendeu nesta quarta-feira (4) a sessão de julgamento de denúncia contra o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), por envolvimento em um suposto esquema de caixa dois durante sua campanha para reeleição ao governo de Minas Gerais, em 1998.
Caso foi embrião do mensalão, diz relator
O ministro Joaquim Barbosa, relator do inquérito do chamado "mensalão mineiro", não chegou a concluir a leitura do seu voto, mas já antecipou que acolherá as denúncias ligadas ao crime de peculato. A leitura do voto será retomada nesta quinta-feira, quando o relator deverá falar das denúncias sobre lavagem de dinheiro.
A escola era do Eduardo Azeredo, o mestre era o Marcos Valerio, Lula e Zé Dirceu foram os alunos nota 10!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados