quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Azeredo considera "estranho" tratamento dado a ele no caso do "mensalão mineiro"

05/11/2009 - Claudia Andrade - UOL Notícias em Brasília
O senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) classificou de "estranho" o tratamento dado a ele
no caso do "mensalão mineiro", suposto esquema de caixa dois utilizado na campanha para reeleição ao governo mineiro em 1998. Ele também negou ter conhecimento de patrocínios supostamente irregulares que teriam sido realizados para desviar dinheiro para sua campanha eleitoral.
Barbosa desmente Azeredo
O ministro do STF (Supremo Tribunal Federa), Joaquim Barbosa, rebateu nesta quinta-feira o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), e sustentou que consta na denúncia do Ministério Público Federal um recibo de R$ 4,5 milhões que teria sido assinado pelo tucano para honrar compromissos diversos com as agências de publicidade de Marcos Valério

Um comentário:

  1. OLÁ AMIGO LORD.
    A CREDIBILIDADE NA JUSTIÇA PASSA PELA CONDENÇÃO DO CHEFE DA GANGUE. LUÍS INAPTO 51.
    ABS DO BETO.

    ResponderExcluir

Anônimos não serão publicados