quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Supremo determina cassação imediata de senador tucano

Valor Econômico (SP) - 29/10/2009 - Juliano Basile e Cristiane Agostine
O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou, ontem, que o Senado
cumpra a decisão tomada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que cassou o mandato do senador Expedito Júnior (PSDB-RO). Pela decisão, tomada por sete votos a um, a Mesa do Senado deverá declarar vaga, imediatamente, a cadeira atualmente ocupada por Expedido e empossar, em seu lugar, o candidato derrotado por ele nas eleições de 2006, Acir Marcos Gurgacz (PDT).
Expedito foi cassado, em junho, pelo TSE por compra de votos. Na ocasião, o tribunal concluiu que funcionários de uma empresa de segurança pertencente ao irmão do senador teriam recebido R$ 100 para se comprometerem a votar nele. O senador teve todos os seus recursos contra a cassação negados. Ontem, o STF julgou um mandado de segurança proposto por Gurgacz contra o fato de a Mesa do Senado não empossá-lo na vaga de Expedito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados