sexta-feira, 9 de outubro de 2009

MST nega vandalismo e diz que fatos foram deturpados pela mídia e reacionários

09/10/2009 - Folha Online
O MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) divulgou nota hoje para reafirmar que não tem responsabilidade sobre os atos de vandalismo ocorridos na fazenda Santo Henrique, localizada na divisa dos municípios de Iaras e Lençóis Paulista, em São Paulo. fazenda pertence à empresa de de sucos de laranja Cutrale. O MST contesta a posse e diz que a Cutrale explora ilegalmente a área e que as terras pertencem à União.
"O que aconteceu desde a saída das famílias e a entrada da imprensa na fazenda deve ser investigado", diz a nota do MST.
Segundo o MST, a responsabilização do MST foi articulada por setores conservadores da sociedade, como latifundiários.
Pobrezinhos, estão sendo injustiçados pelas imagens mostradas na tv

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados