sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Agaciel aposta em Sarney para evitar punição

09 de Outubro de 2009 - por AE
São Paulo - Avisado de que a comissão encarregada
de investigar os atos secretos no Senado vai pedir a sua demissão a bem do serviço público, o ex-diretor-geral Agaciel Maia já negocia sua salvação. Pelo Estatuto do Servidor Público, cabe aos presidentes de cada um dos três Poderes - no caso do Senado, José Sarney (PMDB-AP), "padrinho" de Agaciel - dar a palavra final sobre o futuro de servidores envolvidos em crimes contra a administração pública.
Preocupado Agaciel?
Seu padrinho é poderoso!

Um comentário:

  1. Chiste, diz:

    Quando a Lei ou a Justiça colidem com a “Política”,
    os politiqueiros sempre levam o melhor..

    ResponderExcluir

Anônimos não serão publicados