terça-feira, 1 de setembro de 2009

Sarney diz ser vítima de perseguição política e nega nepotismo

31/08/2009 - 18h03 da Folha Online
O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), negou que o arquivamento dos processos que envolvem seu nome, feito pelo Conselho de Ética da Casa, representasse um temor pelas investigações e disse que a falta de provas contra si mostra que ninguém queria investigá-lo, que é apenas uma guerra política. "Eu estou sendo vítima de uma monumental injustiça que será corrigida. Não tenho dúvidas disso."
.........
Ainda no primeiro bloco do programa, o presidente do Senado também negou ter feito nepotismo ao interceder na contratação de Henrique Dias Bernardes, ex-namorado de sua neta, e disse que o Código Civil não define ambos como parentes. "Muita gente faz favores. Legalmente eu posso e eu sou uma pessoa humana"
Perseguição politica????
Faltaram provas?????
Não admite que praticou nepotismo????
Ou acha que somos imbecís ou sofre de demencia senil !

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados