segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Condenação de Toffoli não deve impedir sua aprovação para Supremo

21/09/2009 - 10h19 LETÍCIA SANDER da Folha de S.Paulo, em Brasília
A revelação de que o advogado José Antonio Dias Toffoli tem em seu currículo uma condenação judicial reforça a polêmica em torno de sua indicação a uma vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal, mas não deve impedir a aprovação do nome dele pelo Senado.
Reservadamente, senadores governistas e da oposição dizem que é muito remota a chance de a indicação ser barrada. Toffoli, o escolhido do presidente Lula, deve ser submetido a uma sabatina na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) no dia 30.
Piadas com os portugueses?

4 comentários:

  1. Caro amigo, peço permissão para fugir da pauta e pedir seu comparecimento e de seus seletos visitantes para ver em primeira mão as perguntas da sabatina que sofrerá José Antonio Dias Toffoli, quando da validação que o senado federal fará de tão insigne representante da casta petista... obrigado pela atenção e se achar interessante, divulgue... é pelo bem do Brasil... abraço

    Basta acessar http://novoblogdoclausewitz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. De um Senado que arquiva representações claras contra Sarney, pode-se esperar uma aprovação tranquila do nome de um futuro ministro do STF cujo "notório saber jurídico" é ter sido advogado do PT e de Lula, que manda e desmanda no Senado. Tendo duas condenações, aí é que o indicado de Lula tem mais chances de ser aprovado com ampla maioria de votos.

    ResponderExcluir
  3. Amigo Lord;
    Há de chegar o dia em que veremos FERNANDINHO BEIRA MAR ser indicado para PRESIDENTE DO STF.
    abraços do beto.

    ResponderExcluir
  4. Amigo Lord.
    Tem recebido meus e-mails?
    abraços do beto.

    ResponderExcluir

Anônimos não serão publicados