segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Senadores criticam discurso e afirmam que Sarney teme investigação

17/08/2009 - 17h30 MÁRCIO FALCÃO GABRIELA GUERREIRO da Folha Online, em Brasília
O discurso do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), afirmando que sofre uma "campanha nazista" para se afastar do cargo foi duramente criticado por senadores. Diante de um plenário vazio, parlamentares que defendem o afastamento do peemedebista o acusaram de temer investigação e disseram que o Senado vive um "momento pior do que o inferno".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados