sábado, 15 de agosto de 2009

Sarney foi avisado em maio de atos secretos, afirma ex-diretor

Sábado, 15 de Agosto de 2009 | Leandro Colon
Ralph Siqueira desmente presidente do Senado, que foi à tribuna em junho dizer que desconhecia os boletins
O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), foi informado no fim de maio da existência de atos secretos e da publicação às escondidas, ocorrida naquele mês, de todos esses boletins na rede interna da Casa. É o que afirma Ralph Siqueira, ex-diretor de Recursos Humanos do Senado, apontado como responsável pela inserção das medidas, de maneira oculta, no Boletim de Administração de Pessoal (BAP), sistema que divulga essas informações. Da tribuna, depois da reportagem do Estado em junho que revelou a existência desses boletins, Sarney disse que não sabia o que era um ato secreto. "Ele sabia", sustenta Ralph Siqueira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados