quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Com "acordão", Conselho de Ética arquiva denúncias contra Sarney e Virgilio.

19/08/2009 - 16h36 Claudia Andrade - UOL Notícias Brasília
Depois de arquivar todas as acusações contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), os membros do Conselho de Ética também livraram o líder do PSDB na Casa, Arthur Virgilio (AM). O "acordão" entre aliados de Sarney e oposicionistas mostrou-se eficiente no resultado da votação unânime a favor do arquivamento da ação: 15 a zero.

Veja como votou cada senador do Conselho de Ética:
Heráclito Fortes (DEM-PI) - ausente
Wellington Salgado (PMDB-MG) - Não
Almeida Lima (PMDB-SE) - Não
Gilvam Borges (PMDB-AP) - Não
João Pedro (PT-AM) - Não (Canalha do PT)
Inácio Arruda (PC do B-CE) - Não
Gim Argelllo (PTB-DF) - Não
João Durval (PDT-BA) - ausente
Romeu Tuma (PTB-SP) - Não
Paulo Duque (PMDB-RJ) - presidente só votaria no caso de empate
ACM Júnior (DEM-BA) - ausente
Delcídio Amaral (PT-MS) - Não (Canalha do PT)
Ideli Salvatti (PT-SC) - Não (Canalha do PT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados