sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Arthur Virgílio propõe proibição a senadores com "ficha suja" no Conselho de Ética

13/08 - 20:24 , atualizada às 20:46 13/08 - Camila Campanerut, repórter em Brasília
BRASÍLIA - O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), enviou nesta quinta-feira um projeto à Mesa Diretora do Senado Federal que proíbe a participação no Conselho de Ética de parlamentares que tenham a “fica suja”.
  • Mais de 40% dos deputados estaduais de SP e Rio têm ocorrências na Justiça
  • A sociedade não aceita mais a ética praticada no Senado, diz Wellington Salgado
A proposta inclui o “senador que esteja sendo processado, em qualquer instância, por crimes contra o patrimônio, a administração pública e as finanças públicas, todos do Código Penal, por crimes contra a ordem tributária, previstos na Lei 8.137/90 e leis correlatas, por crimes de “lavagem” de bens, direitos e valores, previstos na Lei 9.613/98, bem como por ações de improbidade administrativa.”

Para entrar em vigor, o projeto precisa ser aprovado no plenário do Senado

DEVE PASSAR?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anônimos não serão publicados